Samsung Futebol EuroDe acordo com o mais recente estudo da Samsung a nível europeu, sendo a pesquisa feita pela empresa One Poll entre 19 e 30 de Maio de 2016 a 9.000 adultos em 10 países europeus diferentes. Em Portugal foram feitos 1.000 inquéritos que revelam bastante sobre os hábitos de visualização de futebol na Europa e em Portugal.

Portugal é um país apaixonado pelo futebol, isso já sabíamos. Contudo, esta paixão está a assumir proporções assustadoras, desde as notícias sobre as competições ou os relatos e transmissões das mesmas, mas toda a cobertura de um conjunto de acontecimentos e parafernália diversa que envolve o próprio jogo. Já para não falar do espaço de comentário que o futebol entretanto conquistou, dos inúmeros programas dedicados ao esmiuçar do jogo anterior, da análise de cada passe, etc. Perdoem-me o calão mas não chega já de “fazer render o peixe”?

Adiante, o mais recente estudo da Samsung, realizado pela Onepoàll, não deixa margem para dúvidas, 1 em cada 3 portugueses vê jogos de futebol três ou mais vezes por semana, este tribal desporto, omnipresente na televisão pública nacional (mas pelo menos já ninguém se queixa dos Portugal em Festa e seus derivados). Aliás, enquanto a seleção estiver na competição europeia ninguém se queixa de nada, estamos confortavelmente entorpecidos.

   

O estudo revela que 1 em cada 10 adultos na Europa vê, em média, mais de 468 horas de futebol por ano. Portanto, a média equivale a 28.080 minutos ou quase 66 dias passados a ver esta modalidade. Sem dúvida, o futebol é o desporto Rei e admito que é dos poucos que consegue unir uma nação, mesmo que o empate seja a nova tradição.

Contudo, este não é o único dado revelado pelo estudo. Em ano de Europeu de futebol e de Jogos Olímpicos, quase um em cada dois adultos europeus planeia investir numa nova TV com o intuito de ver estas competições. Pessoalmente prefiro um bom projector mas cada um tem as suas vantagens e desvantagens. Isto deve-se às três principais frustrações mais frequentes na visualização de jogos de futebol em casa:

  • Não se conseguir distinguir um jogador de outro (28,53%)
  • Não conseguir identificar a trajectória da bola, tendo em conta as diferentes iluminações do estádio durante o dia (21,47%)
  • O tamanho do ecrã ser demasiado pequeno (9,8%)

Este estudo da Samsung apura ainda o efeito que a evolução na tecnologia de visualização traz aos jogadores. Com efeito, mais de dois terços dos inquiridos (67,78%) concordam que a aparência dos jogadores melhorou nos últimos 15 anos e que quase um em cada três homens europeus (32,23%) elege futebolistas como as personalidades principais para a inspiração no estilo, à frente de actores e músicos. “cof CR7 cof”

E tu, onde é que vais assistir ao jogo de hoje? Casa, café, na TV, projector ou smartphone? E já agora, será desta que ganhamos?

Talvez queiras ver:

FonteSamsung Portugal
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).