Fairphone 3: conhece o telemóvel modular que até tu vais conseguir reparar!

António Guimarães
Comentar

A start-up dinamarquesa Fairphone lançou um telemóvel esta semana com uma ideologia única: manter o telemóvel o máximo de tempo possível. Chama-se Fairphone 3 e tenciona lutar contra a tendência de trocar de telemóvel com muita frequência.

O foco da Fairphone e o seu telemóvel é motivar a sustentabilidade e encorajar utilizadores a pensar duas vezes antes de trocar de telemóvel. Contudo, isto só é possível através de um equipamento que consiga manter-se relevante durante vários anos.

Fairphone 3 é completamente modular na sua reparação

A características mais interessante do Fairphone 3 é a sua abordagem no que toca a troca de peças. No site oficial podes comprar em separado os seus componentes (bateria, câmara, ecrã) em caso de avaria de qualquer uma das peças.

fairphone 3
Módulos que podes comprar no site do Fairphone 3

Tornando as coisas ainda mais interessantes, o Fairphone 3 inclui uma chave para que possas facilmente desaparafusar os componentes e trocá-los. Isto faz do Fairphone 3 o sonho de reparação de muitos utilizadores.

Esta abordagem modular relembra-nos alguns telemóveis do passado como o LG G5 com os módulos de câmara e som. É impossível não mencionar também o abandonado Project Ara da Google, que possuía um conceito similar mas com upgrades.

A construção do Fairphone 3 é baseada em sustentabilidade

A Fairphone afirma que são utilizados materiais reciclados e minerais livres de conflito (ao contrário de ouro, volframite e outros). Além disso, existe também uma preocupação em remunerar os trabalhadores das linhas de produção com valores acima da média.

A empresa dinamarquesa não especificou os seus procedimentos exactos mas afirma que tem em mente os direitos humanos e sustentabilidade dos equipamentos. A ideia que querem promover é de reparação, não de substituição.

Especificações do Fairphone 3

  • Ecrã de 5.7 polegadas Full HD
  • Qualcomm Snapdragon 632
  • RAM de 4 GB
  • Armazenamento interno de 64 GB (expansível por microSD)
  • Câmara principal: 12 MP
  • Câmara frontal: 8 MP
  • Android Pie
  • Ligações: NFC, leitor biométrico, Dual SIM, jack 3.5mm
  • Bateria de 3,000 mAh

fairphone 3

Fairphone 3 é bem intencionado mas tem algumas lacunas

Em primeiro lugar, o Fairphone 3 tem um preço que muitos podem considerar elevado: 450 euros. Não há dúvida que existem melhores opções pelo mesmo preço ou menos. Cabe ao utilizador decidir se compensa pagar este valor por um telemóvel "amigo" do ambiente.

Em segundo lugar, seria muito mais interessante se os módulos comprados servissem também para melhorar o telefone. Dessa forma, não só podias comprar um módulo para reparação mas também para melhorar a bateria, ecrã, câmara, etc.

A verdade é que a facilidade de comprar quase tudo online influenciou a nossa mente a procurar sempre mais barato. Contudo, mais barato não significa melhor. A verdade é que as lojas online estão inundadas de produtos inferiores que muitas vezes usamos e simplesmente deitamos fora.

Assim sendo, fica o pensamento: não será melhor investir mais dinheiro num telemóvel de fácil sustentabilidade? Ou continua a compensar procurar os telemóveis mais baratos independentemente da sua construção e potencial de reciclagem? Deixa a tua opinião nos comentários.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.