Facebook, Instagram e WhatsApp estiveram em baixo. Rede social explica porquê

Bruno Coelho
Comentar

Esta segunda-feira os vários serviços do Facebook estiveram em baixo. Durante cerca de seis horas, o próprio Facebook, mas também o WhatsApp e o Instagram não funcionaram globalmente.

O problema durou desde o final da tarde e estendeu-se noite dentro, mas os serviços acabaram por regressar à normalidade. Numa publicação dos seus engenheiros, o Facebook esclarece o porquê.

Alterações de configuração nos routers centrais terão sido a origem do problema

“As nossas equipas de engenharia chegaram à conclusão de que as alterações de configuração nos routers centrais que coordenam o tráfego de rede entre os nossos data centers causaram problemas que interromperam essa comunicação”, começam por explicar.

“Essa interrupção no tráfego de rede teve um efeito dominó na maneira como os nossos data centers se comunicam, interrompendo os nossos serviços. (...) Queremos deixar claro agora que acreditamos que a causa raiz dessa interrupção foi uma alteração de configuração com defeito”, rematam.

facebook

Facebook afirma que dados dos utilizadores não foram comprometidos

Como sempre nestes casos, os dados de milhões de utilizadores são a principal preocupação. Quanto a isso, o Facebook diz “não ter evidências” de que os dados dos utilizadores tenham sido comprometidos durante este período.

A publicação termina com um pedido de desculpas: “Pedimos desculpas a todos os afetados e estamos a trabalhar para entender mais sobre o que aconteceu hoje para podermos continuar a tornar a nossa infraestrutura mais resiliente”.

Esperemos que problemas como os desta segunda-feira façam o Facebook refletir, e melhorar a estabilidade dos seus serviços. Com toda a instabilidade do Facebook, quem ganhou foi o Twitter. Esta rede social bateu o recorde de pessoas online em simultâneo.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.