Facebook e Instagram seguem Netflix e Youtube e limitam qualidade de vídeo

Bruno Coelho
Comentar

Na sequência da pandemia de Covid-19, são vários os países europeus a adotar medidas que promovem o isolamento social. Nesse sentido, são muitas pessoas que têm de ficar em casa, o que levar a um congestionamento na internet em horas de maior fluxo de utilização.

A Europa é o grande foco do coronavírus na atualidade, e é por isso que o Facebook e o Instagram se preparam para limitar, de forma temporária, a qualidade dos vídeos nas suas plataformas.

“Para ajudar a aliviar qualquer potencial congestionamento de internet, nós vamos temporariamente reduzir a taxa de “bit rates” (fluxo de transferência de dados) para vídeos no Facebook e Instagram na Europa”, referiu um porta-voz do Facebook à agência France-Presse.

“Temos o compromisso de trabalhar com os nossos parceiros de forma a gerir qualquer problema de largura de banda durante o período de grande demanda, além de assegurar que as pessoas podem permanecer ligadas a usar as aplicações e serviços do Facebook durante a pandemia de Covid-19”, concluiu.

Netflix vai reduzir qualidade da sua plataforma durante 30 dias

Esta é uma medida bastante semelhante à já anunciada pela Netflix e pela Google. No caso da Netflix, esta adiantou que iria reduzir a taxa de “bit rates” durante 30 dias na sua plataforma. Já a Google, prometeu fazer o mesmo no Youtube.

Estas limitações surgem depois do apelo do comissário europeu do Mercado Interno, Thierry Breton. Este pediu às várias plataformas e operadores de telecomunicações para “adotarem medidas” no sentido de garantir o “bom funcionamento da internet” durante todo o processo de pandemia em que vivemos.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Football Manager e o cinema são dois dos seus escapes, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.