COVID-19: Google dá ordem para cancelar qualquer brincadeira para o "dia das mentiras"

Vitor Urbano
Comentar

O dia 1 de abril, conhecido globalmente como o "dia das mentiras", está aí à porta. No entanto, este ano parece que vai ser muito diferente do habitual graças à crise instalada pela pandemia do COVID-19. Ao longo dos últimos anos, a Google tem aproveitado este dia para brincar com os seus fãs, mas isso não irá acontecer este ano.

Através de um email que circulou internamente, a responsável de marketing Lorraine Twohill informou os funcionários que este ano não irá haver brincadeiras. De forma a respeitar todos os afetados pelo COVID-19, o principal objetivo da empresa agora é fazer os possíveis para ajudar os utilizadores.

Google Dia das Mentiras

Google não vai permitir a mínima brincadeira durante o "dia das mentiras"

Twohill confirma que já deram ordens para cancelar todo e qualquer projeto que estariam a preparar para lançar no dia 1 de abril. No entanto, ciente de que poderão existir projetos internos dentro das várias equipas, ordenou que qualquer projeto (interno e externo) seja cancelado imediatamente e adiado para o próximo ano.

O "dia das mentiras" é reconhecido por ser o dia perfeito para a propagação de informações falsas, sejam elas de teor mais inocente ou extremamente sério. Considerando a fase que a sociedade está a atravessar, certamente que a decisão de cancelar qualquer atividade para o dia 1 de abril é o ato mais sensato.

Não há dúvida de que muita gente se vai aproveitar do dia 1 de abril para espalhar informação errada e piadas sobre o COVID-19 na internet. Por isso, é importante que todas as grandes empresas se unam nesta data e, ajudem a exterminar qualquer atividade relacionada com o "dia das mentiras".

Editores 4gnews recomendam:

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.