CEO da Volkswagen acredita que a sua empresa poderá superar a Tesla

Carlos Oliveira
Comentar

No contexto do Fórum Económico Mundial, a decorrer em Davos, na Suíça, Herbert Diess, CEO da Volkswagen, deu uma entrevista interessante à Bloomberg. Uma das suas afirmações é a sua crença de que a empresa alemã conseguirá superar a Tesla.

Apesar destas afirmações, a Volkswagen apresenta-se agora como uma empresa muito mais humilde. Em 2013, a empresa alemã havia dito que seria líder do seu segmento em 2018. Agora, as suas declarações são de que, um dia, poderão vir a superar a Tesla.

Volkswagen admite que a Tesla lidera o mercado de carros elétricos

Este é o mais recente exemplo da humildade que se vive hoje no seio da Volkswagen. Herbert Diess disse na sua entrevista à Bloomberg que, por enquanto, é a Tesla quem comanda a mobilidade elétrica.

Herbert Diess
Herbert Diess, CEO da Volkswagen

"Penso que a Tesla está a abrir o caminho. Está a modelar algo novo para o setor. Julgo que estamos perto de seguir. Estamos bastante otimistas de que podemos manter o ritmo com a Tesla e, provavelmente, em algum momento, de a superar."

Ainda no que respeita à empresa de Elon Musk, Diess acredita que a "Tesla deve ser tida com maior seriedade que a Google". A última é uma das maiores empresa de tecnologia do mundo, pelo que as afirmações do CEO da Volkswagen são surpreendentes.

O futuro será, sem dúvida, elétrico na opinião do CEO da marca alemã

Quando confrontado com o possível domínio dos carros a combustão nos próximos anos, Herbert Diess, CEO da Volkswagen, não o vê dessa forma. Para ele, é já bem claro que os carros elétricos serão o futuro da mobilidade terrestre.

Na sua opinião, 2020 e 2021 serão anos muito importantes para o setor. A causa disso é a recente legislação e procura que se irá sentir na Europa e na China. Os Estados Unidos acabarão por seguir o mesmo caminho.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.