comscore comscore
Home LifeStyle

CEO admite o que todos já sabiam, o YouTube Rewind 2018 foi um fiasco

O YouTube tem a tradição de no final de cada ano publicar um vídeo “YouTube Rewind” que tem como objetivo resumir de uma forma dinâmica os momentos mais importantes do ano. No entanto, a qualidade destes vídeos tem vindo a cair a pique durante os últimos anos.

Em 2018, todos os recordes (negativos) foram conquistados pelo YouTube Rewind 2018. Demorou pouco mais de uma semana para que este se tornasse no vídeo mais odiado da história da plataforma, contando com mais de 15 milhões de dislikes.

YouTube Rewind 2018

Agora, até a própria Susan Wojcicki — CEO do YouTube — admitiu que fizeram asneira com o Rewind 2018. Confirmando oficialmente o que todos sabíamos, o vídeo não refletiu de uma forma correta os mais importantes acontecimentos do ano, nem o YouTube que todos adoramos. Ainda mais, referiu ainda que até os seus filhos disseram-lhe que o vídeo era “cringey” (embaraçoso/constrangedor).

YouTube Rewind 2018 foi um dos maiores fiascos da história da plataforma

Assim que o vídeo foi publicado, foram milhares as críticas que circularam por toda a internet. Uma das mais referidas foi a ausência de muitos YouTubers de referência, como por exemplo PewDiePie e os irmãos Paul. Além disso, muitos eventos foram também omitidos, como a icónica luta entre Logan Paul e KSI.

Os motivos para a ausência destes influencers e respetivos eventos são óbvios, demasiada controvérsia. Ainda assim, o YouTube Rewind não foi criado apenas para relembrar as coisas que os responsáveis pela plataforma gostam. Mas sim, os eventos com mais impacto do ano.

É claro que se compreende a omissão de eventos como o escândalo de Logan Paul e o vídeo na “floresta suicida”, mas tantos outros, não parece haver grande justificação. Ainda que PewDiePie não tenha aparecido, é incrível a forma como muitos dos envolvidos na criação do vídeo conseguiram ‘infiltrar’ vários elementos de referência ao YouTuber mais popular de sempre.

Por fim, resta-nos agora esperar para ver o que o YouTube Rewind 2019 terá para nos oferecer. O ano ainda agora começou, e certamente que muito de bom (e mau) irá acontecer. Vamos ver se o YouTube aprendeu a lição, ou se vai tentar bater o recorde do vídeo de 2018.

Editores 4gnews recomendam:

Youtubers são vítimas de extorsão por direitos de autor

Google está a pensar tirar o ‘dislike’ dos vídeo do Youtube

Youtube começa a repensar as resoluções automáticas dos vídeos

Nascido em Sintra e a viver em Londres, amante do mundo Android desde o velhinho Galaxy S1 e apaixonado por tudo o que tecnologia envolve. No tempo livre o mais importante é sem dúvida família, música, natureza e... Xbox!