Calendário Google tem novidade para te focares mais no trabalho

Bruno Coelho
Comentar

Com o advento da pandemia de Covid-19, o teletrabalho tornou-se imperioso para muitos. Mas como nem sempre é fácil manter o foco no que é importante, o Calendário Google acaba de receber uma novidade salutar.

“Introduzimos uma nova categoria de entrada do Calendário Google, “Focus time” (tempo de foco), para que possas bloquear e proteger o teu tempo para trabalhos individuais diretos”, começa por dizer a Google em comunicado.

Cria uma entrada de “Focus Time” (tempo de foco) no Calendário Google
Cria uma entrada de "Focus Time" (tempo de foco) no Calendário Google

Tempo de Foco vai ajudar a gerir as tuas tarefas mais importantes

Na prática, este será “semelhante à categoria de evento “Fora do escritório”. O tempo de foco tem uma aparência diferente no teu calendário e inclui a opção de recusar automaticamente eventos conflituantes”.

Como podes ver na imagem partilhada pela Google, vamos imaginar que tens determinadas horas em que vais estar ocupado com trabalho ou reuniões. Durante esse tempo não serás interrompido, e até podes selecionar a opção de recusar reuniões automaticamente.

Ícone de auscultadores será usado para identificar o teu Tempo de Foco
Ícone de auscultadores será usado para identificar o teu Tempo de Foco

Esta funcionalidade vai demorar cerca de 15 dias a chegar a todos os utilizadores do Google Workspace. Está previsto que possa chegar a todos até ao próximo dia 3 de novembro.

Em tempos onde é fácil existir distração, a Google aproveita o “comboio” também assinalável de outras empresas. Recorde-se que a Microsoft também lançou as Sessões de Foco durante a apresentação do Windows 11.

No iOS 15 a Apple também introduziu o modo de concentração, que te permite selecionar aplicações que não te incomodam em determinados momentos do dia.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.