Asus está a trabalhar num smartphone com 10GB de RAM

Filipe Alves

Asus está a trabalhar num smartphone com 10GB de RAM

A Asus apresentou há uns dias o seu ROG Phone. Um smartphone destinado ao gaming com boas especificações e um aspeto arrojado.

O novo dispositivo da empresa taiwanesa dá-nos basicamente tudo aquilo que precisamos num topo de gama. O smartphone conta com o processador 845 da Qualcomm, 8GB de memória RAM e um ecrã com um refresh rate de 90hz.

Vê ainda: LG G7 ThinQ. Todo de gama Android chega a Portugal por 849€

Mas a Asus queria ir mais longe. De acordo com o conhecido leakster @OnLeaks, a empresa asiática queria mostrar este mesmo equipamento com 10GB de memória RAM.

Houve apenas um problema, o módulo de 10GB era grande demais para ser introduzido no equipamento e mesmo assim dar-lhe um design agradável.

Asus ROG iria ser o primeiro smartphone com 10 GB de RAM

Com jogos como o PUBG Mobile e Fortnite cada vez a ficar mais na moda acredito plenamente que smartphones tenham de ficar mais potentes que nunca, mas 10GB de RAM é demais não?

Eu sei, eu sei... RAM nunca é demais... Se realmente a Asus descobrir uma forma de nos dar 10GB num corpo agradável, porque não?

Lembro que a Asus foi a primeira empresa a trazer um smartphone com 4GB de RAM. Na altura também se pensou que 4GB era demais e agora o caso não é bem assim.

Quanto mais especificações os smartphones tem mais rapidamente evoluirão as aplicações para os equipamentos móveis, por isso, vamos lá Asus, venha lá o equipamento com 10GB de RAM. Relativamente ao ROG, não acredito que venha a bater nas lojas em Portugal, contudo, tudo é possível com esta empresa.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Xiaomi Redmi 6 revelado em imagens reais, chega no dia 12 de Junho

Xiaomi lança o Mi Gaming Mouse para gaming por cerca de 33€

Smartwatches da Samsung com Wear OS da Google não irá acontecer

Fonte | Via

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.