Apple quer que gastes mais dinheiro para usufruíres do carregador sem fios MagSafe

Carlos Oliveira
Comentar

A Apple trouxe um novo acessório para os iPhone 12. Trata-se de um carregador sem fios MagSafe que te permite carregar o smartphone a uma velocidade de 15W.

Contudo, aquilo que poderá passar despercebido à maioria dos utilizadores é que comprar este carregador sem fios não será o suficiente para usufruir desses 15W. Para que isso seja possível, terás ainda de comprar o adaptador de parede da Apple de 20W.

iPhone 12 MagSafe

Um adaptador que terá de ser comprado em separado e que terá um custo de 25€. Ou seja, este é o valor que terás de juntar ao despendido no teu iPhone 12 e no carregador sem fios MagSafe (45€).

Carregador sem fios MagSafe só chega aos 15W com um adaptador de 20W da Apple

Foi através de um vídeo do canal Zollotech, no Youtube, que se chega a esta infeliz conclusão. Mesmo utilizando outros adaptadores com velocidades muito superiores, não é possível alcançar os tão desejados 15W de carregamento sem fios.

Como demonstrado no vídeo acima, qualquer outro carregador da Apple de 18W limita a velocidade de carregamento sem fios a 13W. Já um carregador terceiro com velocidades máximas de 96W apenas conseguirá providenciar uma velocidade de carregamento máxima de 10W.

Em suma, se quiseres carregar o teu iPhone 12, sem fios, a 15W, terás mesmo de comprar o MagSafe e ainda o adaptador da Apple de 20W. Não há volta a dar e isto é mais uma demonstração de como a Apple consegue forçar os seus utilizadores a gastar ainda mais dinheiro.

Na apresentação dos iPhone 12, a Apple prometeu que terceiros poderão lançar os seus acessórios compatíveis com a tecnologia MagSafe. Será interessante perceber se alguém conseguirá colmatar esta dependência ou pelo menos oferecer um acessório mais económico para isso.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.