Apple pode revolucionar o uso do iPhone em pagamentos

Bruno Coelho
Comentar

O iPhone não é apenas o smartphone mais popular em todo o mundo, mas é também usado diariamente por muitos para a realização de pagamentos sem contacto (contactless). Mas, e se pudesse ser usado ao contrário?

Segundo avança a agência noticiosa Reuters, a Apple está a planear um novo serviço que pode revolucionar a forma como o iPhone é usado por pequenos comerciantes. Isto porque poderá permitir aceitar pagamentos diretamente no iPhone sem hardware adicional.

iPhone pode em breve transformar-se num terminal de pagamento independente

Tal como refere a fonte, para aceitar pagamentos num iPhone os retalhistas têm de usar terminais de pagamento para receber o pagamento no seu dispositivo iOS ligado por Bluetooth. A ideia é tornar o iPhone no próprio terminal de pagamento.

Os comerciantes passariam assim a poder aceitar pagamentos no seu iPhone com o toque de um cartão ou de outro iPhone na parte de trás do seu dispositivo. A novidade foi primeiramente divulgada pela Bloomberg News que cita “pessoas com conhecimento na matéria”.

apple pay

Para tal deverá ser usado o chip de NFC presente no iPhone que os utilizadores já fazem uso no Apple Pay. E o melhor é que esta novidade pode chegar nos próximos meses, necessitando apenas de uma atualização de software

A fonte refere que esta possibilidade está a ser trabalhada pela Apple desde 2020. À data, a fabricante Cupertino terá pago cerca de 100 milhões de dólares à Mobeewave para auxiliar no desenvolvimento da tecnologia.

Não é certo se esta funcionalidade fará parte apenas do Apple Pay, ou se a Apple pretende fazer parceria com outras redes de pagamento. Em qualquer dos casos, a empresa da maçã trincada ainda não comentou o assunto.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.