Apple: patente revela de que forma irá o iPhone perder a notch

Carlos Oliveira
Comentar

Recentemente surgiu a notícia de que a Apple estaria a desenvolver protótipos de smartphones sem a mal-amada notch. Tais rumores foram absorvidos pela comunidade com grande entusiasmo e indiciam uma evolução significativa nos iPhone.

O assunto assume maior detalhe após ficarmos a conhecer uma nova patente submetida pela Apple. Neste documento, a americana revela os métodos que lhe possibilitarão eliminar a não consensual interrupção no ecrã dos seus smartphones.

Apple quer embutir o Face ID e Touch ID no ecrã do iPhone

Submetida junto da entidade competente americana, esta patente revela os planos da Apple para colocar os sensores de autenticação biométrica por baixo do ecrã. Algo que abolirá a razão para a existência da notch introduzida com o iPhone X.

iPhone sem notch
Conceito do aspeto de um iPhone sem notch

A Apple é bastante elucidativa na intenção deste novo documento. Nele pode ler-se "... a matriz de fotodetectores... pode ser configurada para operar como uma câmara frontal, um sensor de bioautenticação ou um sensor de reconhecimento facial".

Graças a esta solução, a Apple não só moveria os sensores essenciais do Face ID para o interior do ecrã do iPhone, como a sua câmara frontal. Tais sensores conseguirão gerar imagens bidimensionais e tridimensionais, bem como gravar vídeo.

Na mesma patente está ainda inscrito o desejo da Apple em usar estes sensores para reconhecimento da palma da mão ou até da retina. Ou seja, esta tecnologia abrirá portas a um novo leque de opções para autenticar o utilizador.

iPad também estará abrangido por esta tecnologia

Caso a Apple chegue a bom porto no desenvolvimento da tecnologia associada a esta patente, também a sua linha de tablets sairá beneficiada. Os tablets vigoram na descrição desta patente como alguns dos seus beneficiários.

Interessante é o facto de a Apple mencionar ainda dispositivos wearables. Ou seja, também o Apple Watch poderá sair beneficiado com esta tecnologia, porém, não sabemos muito bem de que forma.

Tal como sucede com todas as patentes, nada nos garante que a mesma venha a ser aplicada. Este documento serve apenas para aprovação legal do trabalho já desenvolvido pelo departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da Apple

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.