Apple não deverá dar o salto nos modelos base do iPhone 14

Carlos Oliveira
Comentar

O ano ainda não terminou, mas já se especula acerca da linha de smartphones topos de gama que a Apple apresentará em 2022. Uma vez mais, a empresa americana irá desvendar quatro modelos, porém, a variante Mini dará lugar a uma versão Max económica.

Relativamente ao que esperar dos ecrãs dos novos iPhone 14, um relatório sul-coreano elucida-nos acerca dos prováveis planos da Apple. A julgar pelo que é referido, ainda não será em 2022 que os modelos base terão um ecrã com alta taxa de atualização.

Ecrã com taxa de atualização de 120 Hz permanecerá exclusiva dos iPhone 14 Pro

Segundo este relatório, a Apple já definiu que o iPhone 14 será lançado com um ecrã de 60 Hz. A dúvida reside no iPhone 14 Max e se este terá, ou não, um ecrã com uma alta taxa de atualização. Em suma, estes deverão ser os ecrãs dos iPhone 14:

  • iPhone 14: ecrã de 6,1 polegadas com taxa de atualização de 60 Hz
  • iPhone 14 Max: ecrã de 6,7 polegadas com taxa de atualização de 60 Hz
  • iPhone 14 Pro: ecrã de 6,1 polegadas com taxa de atualização de 120 Hz
  • iPhone 14 Pro Max: ecrã de 6,7 polegadas com taxa de atualização de 120 Hz

iPhone 14

Em primeiro lugar, aqueles que esperavam que a Apple alargasse os ecrãs com 120 Hz para os modelos base dos iPhone 14 ficarão desiludidos com este relatório. A concretizarem-se estas previsões, apenas os modelos Pro terão um ecrã mais fluído, à semelhança da linha iPhone 13.

Ainda assim, fica aberta a porta para que o novo iPhone 14 Max possa albergar um ecrã de 120 Hz. Tudo estará dependente da LG Display e da BOE e dos seus avanços no desenvolvimento de ecrãs LTPO.

Ao que tudo indica, a Apple quer reduzir a sua dependência da Samsung para este tipo de ecrãs. Nesse sentido, procura um fornecedor alternativo para ecrãs LTPO, porém, as opções acima mencionadas ainda não terão capacidade para desenvolver este componente.

A BOE só deverá iniciar a produção de ecrãs LTPO em 2023, o que significa que os ecrãs com alta taxa de atualização possam chegar aos modelos base da Apple apenas nesse ano. Até lá, a Apple continuará a comprar ecrãs OLED convencionais a este fornecedor para os seus equipamentos.

Em suma, a contenção nos custos de produção dos próximos iPhone deverá impedir a Apple de dar o salto nos modelos base do próximo ano. Significa que a tecnológica de Cupertino poderá ficar mais um ano um passo atrás da sua concorrência.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.