Apple: MacBook Air terá em breve mudanças radicais

Bruno Coelho
Comentar

Esta terça-feira a Apple subiu ao palco para um evento chamado ‘Peek Performance’, recheado de novidades. Ficamos a conhecer os esperados iPhone SE 3 e iPad Air 5, mas também houve novidades relativas aos computadores.

A fabricante sediada em Cupertino apresentou o novo processador M1 Ultra que pode ser colocado no também novo Mac Studio. Este é um computador de secretária, visto como um meio-termo entre o Mac mini e o Mac Pro. Para o acompanhar foi também lançado um monitor a que chamaram Studio Display.

MacBook Air estará disponível em várias cores e com novo design

Logo após esse evento, o analista Ming-Chi Kuo usou a rede social Twitter para revelar detalhes sobre um produto que deve ser lançado na segunda metade do ano. Falamos do novo MacBook Air, esperado com mudanças radicais de design.

Para começar, este será um aparelho com bastantes opções de cores, à semelhança do iMac. É esperado em azul, verde, rosa, prateado, amarelo, laranja e púrpura. As margens no ecrã deverão ser brancas, assim como o teclado.

A analista refere que o produto será equipado com o processador M1. Algo que parece ser estranho, visto que o MacBook Air de 2020 já tem esse processador. Outro pormenor importante é que este não terá ecrã mini-LED, que continuará disponível apenas nos MacBook Pro.

É referido que o produto vai entrar na fase de produção em massa entre o final do segundo trimestre (junho) e o terceiro trimestre do ano. Isto significa que podemos esperar um lançamento por volta do do outono deste produto.

O que pensas sobre esta aguardada mudança de design do MacBook Air?

Editores 4gnews recomendam:

  • Apple iPhone SE 3 é oficial: cara velha, coração novo
  • iPad Air já chegou e com o chip M1 leva-nos "a outro nível de desempenho"
  • Apple apresenta o novo (super) computador Mac Studio e Studio Display
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.