Apple: já é conhecido o preço elevado do headset de Realidade Aumentada e Virtual

Mónica Marques
Comentar

Depois de várias fugas de informação a revelarem não só as especificações como também os problemas do novo headset da Apple, eis que surge online o preço que o equipamento terá.

E as notícias podem surpreender alguns fãs. Ao que tudo indica, o headset Apple terá um preço superior a dois mil dólares, ou seja, pode custar mais de 1750 euros.

Preço elevado do headset pode ficar a dever-se ao chip M1 Pro

Ultimamente as notícias vindas da Apple não são muito animadoras. Tudo porque dão conta de que o novo headset de Realidade Aumentada e Virtual está a sofrer de problemas de sobreaquecimento e também no software da câmara que podem levar a um atraso no seu lançamento.

Também já se sabia que o novo headset não seria o equipamento mais acessível, a nível de preço, da empresa de Cupertino. Mas agora o jornalista Mark Gurman da agência Bloomberg avança com um valor para um dos gadgets mais aguardados do ano.

De acordo com Gurman, o headset da Apple vai custar um pouco mais de dois mil dólares, ou, 1.750 euros. Tradicionalmente, a empresa de Cupertino aposta num valor mais elevado para os seus produtos, sendo esta uma das razões para ser tão lucrativa.

Mas o conhecido jornalista avança que o preço elevado do headset poderá também ficar a dever-se ao facto de a Apple ir equipar o headset com o chip M1 Pro que é caro, ou com uma solução semelhante, igualmente dispendiosa. Claro que tal opção vai refletir-se no custo final para o utilizador.

Ecrãs com resolução 8K e lentes ajustadas à capacidade de visão do utilizador

Mark Gurman tem sido bastante prolífero nas revelações sobre as especificações do novo headset e avançou já que este vai estar equipado com ecrãs de 8K e lentes de prescrição, que podem ser mudadas, para se adequarem à capacidade de visão do utilizador.

Muito possivelmente, o headset vai também integrar as mais recentes tecnologias de áudio. Tudo porque está a ser concebido para ser usados em jogos, ao nível do lazer, e para trabalhos exigentes no que respeita ao vídeo e som.

Ao que tudo indica, a componente de jogo está a assumir uma enorme importância para a Apple que poderá incluir dois processadores no headset, exatamente para direcionar um destes para um sistema de refrigeração potente.

Espera-se também que a Apple consiga parcerias com outras empresas para o fornecimento de conteúdo de entretenimento que podiam vir dos grandes estúdios cinematográficos norte-americanos. Este podia inclusive ser um argumento de compra imbatível.

Qual será o nome escolhido pela Apple para o seu novo headset?

Mark Gurman avança ainda com os possíveis nomes que o hedaset terá. Aparentemente, em cima da mesa estão as hipóteses: Apple Vision, Apple Reality, Apple Sight/iSight, Apple Lens ou até mesmo Apple Goggles.

Espera-se que a Apple revele o tão aguardado headset no seu evento WWDC que irá decorrer no mês de junho. No entanto, as recentes notícias sobre os problemas de sobreaquecimento e na câmara podem alterar a data de apresentação para mais tarde, sendo que na pior cenário o hedaset poderá só chegar em 2023.

Editores 4gnews recomendam:

  • Apple apresentará novo iPad Air com o smartphone iPhone SE (2022)
  • Em março, este smartphone de topo chega à Europa
  • Redmi K50 Pro vai ter esta característica igual ao Xiaomi 12 e ao Realme GT 2 Pro
Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.