Apple iPhone X Samsung Galaxy S9 Tim Cook
Tim Cook, CEO da Apple ©reuters

O Apple iPhone X foi, sem dúvida, um smartphone que levantou várias questões no momento do seu lançamento. Algumas delas, por sua vez, tiveram que ver com uma notch bastante contestada.

Porém, cerca de seis meses depois, a notch parece ter sido uma revolução bastante bem-vinda no mercado dos smartphones. Porquê? Porque todos têm uma. Quase todos, felizmente.

Vê ainda: Samsung Galaxy S9 e Galaxy A8 Enterprise Edition chegam à Europa

O mercado dos smartphones chegou a um ponto de maturidade tal que, para o bem ou para o mal, há um pequeno leque de empresas que ditam as tendências. A Apple, quer se queira ou não, parece a líder dessas.

O Apple iPhone X ditou a tendência…

Houve um momento em que várias empresas quiseram ter ecrãs com as edge da Samsung. Houve outro em que todos quiseram colocar uma câmara-dupla atrás. E agora, todos lhe colocam uma notch.

Agora, a verdadeira questão é perceber porquê. Afinal, essa é talvez a pior das ideias que a empresa de Cupertino já implementou num produto seu – só ultrapassada pelo modo de carregamento do Apple Pencil.

Este artigo reflete a opinião de alguém que não fica nada contente por ver que uma percentagem elevada de empresas prefere lançar o seu próprio iPhone X a criar um equipamento de sua autoria. Como a Asus, por exemplo.

Em contrapartida, parece haver outras companhias, como a Samsung, que não retiram o jack de 3,5 milímetros dos seus flagships nem os caracterizaram com uma notch.

E ainda bem. Pode parecer uma decisão um pouco arriscada, mas é também aquela que define que a empresa não se guia pelo que outra faz – descaradamente – para obter sucesso. Um sucesso que é, diga-se de passagem, relativo.

Provavelmente, poucos serão aqueles que comprarão as cópias do Apple iPhone X porque gostam delas verdadeiramente. Em vez disso, fá-lo-ão porque o seu terminal se associa ao mais caro do mercado.

Há quem goste da notch, mas ela não tinha de existir…

No fundo, e para não me alongar muito mais sobre um tema já tão abordado aqui na 4gnews, é realmente mau ver que há quem siga tendências da empresa liderada por Tim Cook, mesmo que essas não sejam benéficas. Sim, mais do que uma.

Começou com o headphone jack. Agora a monocelha. E claro, falta a parte em que todos os smartphones em 2018 serão construídos em vidro porque o iPhone assim o é e, por isso, o carregamento sem-fios se tornou em algo obrigatório.

Ora, talvez seja esse o único benefício do lançamento do X. O que dizer? Que a Apple está de parabéns, sem dúvida. Criou em si um valor tal que o que faz é o que os outros querem seguir.

Apple iPhone X vs. Cópias? iPhone…

Aquilo que vende é o que os concorrentes querem vender. O pior é que estes – os rivais, que criticam mas copiam – não são mais que imitações baratas e descaracterizadas de originalidade.

As empresas de menor dimensão já se renderam. Veremos o que farão a Samsung, Nokia, Xiaomi e Huawei até ao final do ano. E claro, que a Google não lance um Pixel 3 com uma notch, por favor.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Huawei Mate X pode mesmo ser lançado e já passou pela TENAA

Samsung Galaxy A3, J3 e J1 2016 não terão mais atualizações

Xiaomi Mi Mix 2S: Novas imagens leva-nos a questionar o seu design