Apple: iPhone 13 vai bater recordes de vendas em 2021

Abílio Rodrigues
1 comentário

O analista Daniel Ives prevê que a Apple possa bater em 2021 o recorde de unidades de iPhone vendidas, tendo em conta o sucesso do iPhone 12.

Ao que parece, há vários anos que a tecnológica de Cupertino não tinha um lançamento com tanta procura como o deste ano, encontrando semelhante apenas em 2014, altura pela qual colocou no mercado o iPhone 6.

Apple considera vendas do iPhone 12 surpreendentes

iPhone 12 da Apple

Caso esta tendência se mantenha durante este mês, Ives aponta para a possibilidade da Apple vender cerca de 250 milhões de iPhones no próximo ano, um número estratosférico que supera os 231 milhões de unidades vendidas em 2015.

Uma análise à cadeia de procura por produtos da companhia de Tim Cook mostra que a família iPhone 12 está a ser um tremendo sucesso para a marca, cujas vendas excederam até os seus cenários mais otimistas. Este facto levou já a Apple a fabricar 95 milhões de unidades neste trimestre, valor 35% acima das previsões iniciais.

Este super-ciclo do iPhone 12 mostra tendência para continuar, catapultando o valor das ações da Apple durante os próximos meses. Para isto em muito contribui o crescimento da maçã na China, mercado de importância soberana e onde a empresa tem ganho espaço.

iPhone 13 deve trazer novidades importantes

O analista prevê ainda que o iPhone 13 vai dobrar a sua capacidade de armazenamento, para além de incluir, em todos os modelos, um sensor LiDAR.

A isto somam-se os rumores acerca da adição de ecrãs LTPO ProMotion com taxa de atualização de 120Hz, provavelmente nos modelos iPhone 13 Pro e Pro Max.

A transição para os painéis LTPO dará condições à Apple para disponibilizar o tão desejado Always On Display, que permite que o ecrã mostre constantemente informações básicas, como notificações ou as horas.

Editores 4gnews recomendam:

Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.