Apple - iPad não vai ficar mais lento como o iPhone

Rui Bacelar
Gaming Apple iPhone iPad lentidão
Depois do iPhone, agora a preocupação dos consumidores repousa no iPad

A Apple está a abrandar intencionalmente a performance do seu iPhone antigo. Isto para salvaguardar a vida útil da bateria e sobretudo para evitar os encerramentos abruptos do iPhone. Deverão os utilizadores do iPad estar preocupados? Aparentemente não. A explicação oficial foi feita ontem, acompanhada de um pedido de desculpas. Vejamos o que a marca tem a dizer com base na explicação do Suporte da Apple.

Foi com a atualização para o iOS 10.2.1 que a Apple adicionou um algoritmo de software para gerir os picos de energia. Atua ao alternar a performance global do CPU do dispositivo. O resultado? Um iPhone que em certos aspectos e tarefas ficaria mais lento. Agora, a pergunta que muitos utilizadores da marca fazem é, e o iPad? Vai acontecer o mesmo que aconteceu ao iPhone?

Vê ainda: 56 aplicações gratuitas na Google Play Store para o teu Android

Depois de toda a contestação, a Apple admitiu o procedimento e, para se desculpar perante os utilizadores está a oferecer descontos na troca das baterias. Podem ver aqui o comunicado oficial com todos os seus pormenores do assunto. No final de tudo, o utilizador acaba por sair a ganhar.

Explicação oficial da Apple não menciona o iPad, apenas o iPhone

Voltando agora as nossas atenções para o iPad, ao analisarmos tudo o que foi dito recentemente, não existe qualquer sinal de que semelhante algoritmo tenha sido aplicado aos seus iPad. Veja-se um excerto do comunicado oficial.

Quando temos um estado de carga baixo da bateria, com o avançar da idade química ou temperaturas mais frias, os utilizadores são mais propensos a ver o seu dispositivo desligar-se inesperadamente. Em casos extremos, os encerramentos podem ocorrer com mais frequência, tornando assim o dispositivo não confiável ou inutilizável.

O iOS 10.2.1, versão que foi disponibilizada em janeiro de 2017, inclui atualizações para modelos anteriores de iPhone. Isto para evitar que eles se fechem de forma inesperada. Isso inclui um recurso para iPhone 6, iPhone 6 Plus, iPhone 6s, iPhone 6s Plus e iPhone SE para uma gestão dinâmica dos picos de desempenho instantâneos. Somente quando necessário. Isto para evitar que o dispositivo encerre inesperadamente.Apple iPad Pro bateria iPhone

Esta funcionalidade, este algoritmo também foi aplicado ao smartphone iPhone 7 e o 7 Plus com o iOS 11.2 e continuaremos a aprimorar os nossos recursos de gestão de energia no futuro. A única intenção desta medida é evitar que o dispositivo se desligue abruptamente para que o smartphone ainda possa ser usado, sem interrupções.

O teu iPad alguma vez sofreu um encerramento abrupto?

Também afetados por este algoritmo foram os iPhone 6, 6 Plus, 6s, 6s Plus, e também o mais compacto de todos eles, o SE. Agora, temos que confiar na palavra da marca.

Agora, é possível que um iPad antigo, com uma bateria já envelhecida possa ter alguns problemas ao lidar com estes picos de carga.

Contudo, até à data não temos provas de que a marca os tenha incluído nos dispositivos abrangidos por este algoritmo. Agora, resta saber se os utilizadores estão a sentir algum encerramento abrupto do teu iPad.

Os dispositivos iPad possuem bateriam com maior capacidade do que os smartphones da marca. Isto significa que possuem uma maior capacidade de resposta aos picos momentâneos de carga.

Além disso, as suas baterias são carregadas menos vezes. São dispositivos que também dissipam melhor o calor. Desta forma, estão menos propensos a um envelhecimento precoce das suas baterias. Pelo menos em teoria.

E tu, já sofreste algum encerramento abrupto no teu Apple iPad? Por outro lado, sentiste alguma lentidão após alguma atualização?

Assuntos relevantes na 4gnews:

iPhone – nenhum outro smartphone vendeu tão bem em 2017

Samsung Galaxy S9 é apenas um dos topos de gama com o Snapdragon 845

Explicação oficial sobre o abrandamento intencional do iPhone

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.