Apple, Huawei e Xiaomi sofrem com declínio de vendas no maior mercado do mundo

António Guimarães
Comentar

Conforme avança a Reuters, o mês de fevereiro não foi simpático para as vendedoras de telemóveis. A China, o maior mercado do mundo, viu um decréscimo de 45% nas vendas de telemóveis. As marcas mais afetadas foram a Apple, Huawei e Xiaomi.

No caso da Apple, a empresa vendeu 494 mil unidades de telemóveis. Pode parecer um número grande, mas comparando com os 1,27 milhões de telemóveis vendidos em fevereiro de 2019, é um decréscimo anual de 60% para a empresa da maçã.

Já a Huawei e Xiaomi, em vendas conjuntas, conseguiram 5.85 milhões de unidades. Contudo, em fevereiro de 2019, ambas as marcas tinham 12.72 milhões de telemóveis vendidos. Assim sendo, as duas maiores marcas chinesas testemunharam também um declínio acentuado.

sfdg

Coronavírus é o culpado

As empresas de pesquisa IDC e Canalys já tinha emitido previamente relatórios a indicar que o mercado global de telemóveis iria ser afetado pela epidemia do Coronavírus. A previsão tornou-se realidade, pois as vendas desceram drasticamente, afetando todo o primeiro trimestre do ano de 2020.

A maioria das fabricantes de tecnologia possuem as suas fábricas de produção na China, onde os custos são mais baixos. A consequência de concentrar toda a produção num só país é que quando há problemas nesses territórios, todos são afetados.

O Coronavírus é um exemplo perfeito disso. Fábricas e lojas estão a fechar por questões de quarentena e saúde pública e o volume de produção está a ser afetado. Além disso, na China, a população tem receio de passar muito tempo na rua devido à epidemia, reduzindo o fluxo em lojas e centros comerciais.

Editores 4gnews recomendam:

António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.