Apple corre atrás do prejuízo e reduz pedidos de novos processadores para modelos MacBook Pro

Mónica Marques
Comentar

A Apple terá sobrevalorizado a procura por modelos MacBook Pro de 14 e 16 polegadas para este ano.

Agora está a correr atrás do prejuízo e já reduziu os pedidos de produção dos novos processadores M2 Pro e M2 Max em cerca de 30%.

Fraca procura por MacBook Pro leva Apple a reduzir produção de processadores M2 Pro e M2 Max

MacBook Pro
A grande alteração nos novos modelos do MacBook Pro será a integração dos processadores M2 Max e M2 Pro Crédito@Apple

Ao que tudo indica, a Apple errou nas suas previsões para os modelos de 14 e 16 polegadas do MacBook Pro 2022. A empresa de Cupertino terá estimado uma procura maior do que aquela que efetivamente vai ter. A informação chega através do analista Ming-Chi Kuo que revelou hoje que a empresa está já a tomar medidas para fazer frente à situação.

De acordo com o conhecido analista, a Apple já enviou um pedido aos seus fornecedores para reduzir os pedidos dos novos processadores M2 Pro e M2 Max em cerca de 30 %, antes de estes entrarem na fase de produção em massa.

Ainda segundo Ming-Chi Kuo, a fraca procura pelos novos modelos de MacBook tem como origem o facto de existirem menos pessoas na modalidade de teletrabalho e de os portáteis disporem de pontos limitados de venda.

O conhecido analista acrescenta ainda que o facto de o portátil receber “apenas” a atualização no processador também não está a impulsionar a procura por parte dos utilizadores.

Mas a Apple está apenas a ser fiel à sua própria estratégia. Recorde-se que os modelos MacBook Pro, lançados em 2021, foram alvo de alterações significativas como, por exemplo, o entalhe na zona superior, o regresso das portas MagSafe e HDMI, entre outros. E, habitualmente, esta série deixa passar algumas gerações até voltar a ser atualizada significativamente.

Tudo o que sabemos sobre o MacBook Pro 2022

Vários rumores têm vindo a levantar um pouco o véu sobre a nova linha de portáteis Apple. Por exemplo, tanto Mark Gurman, jornalista da agência BloomBerg, como o analista Ming-Chi Kuo acreditam que os novos modelos de 14 e 16 polegadas do MacBook Pro vão chegar ainda em 2022, num evento que poderá acontecer em outubro ou novembro.

Também segundo estas fontes, o design dos novos modelos não irá sofrer alterações, visto que a Apple cumpriu esta tarefa no ano passado com a adição do entalhe a este modelo. Espera-se antes que a empresa confira uma maior conectividade.

A grande mudança estará no interior do portátil com a integração dos novos processadores M2 Pro e M2 Max. Mark Gurman afirma que estes chips podem oferecer de até 12 núcleos de processamento e 38 núcleos gráficos, acima dos 10 e 32 no M1 Max

A dúvida que está no ar é se os processadores vão ser baseados no processo de 5 nm ou 3 nm. O ideal seria este último que fornece melhorias significativas em termos de desempenho e eficiência energética. No entanto, Ming-Chi Kuo já afirmou que é provável que a Apple recorra ainda ao processo de 5 nm, reservando os chips 3nm para modelos a lançar no futuro.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.