Apple continua a baixar preços para salvar vendas dos iPhones

António Guimarães

A Apple está numa situação que muitos consideram complicada. O seu produto principal, os iPhones, estão a sofrer uma queda em vendas devido às várias opções de mercado.

Esta quebra nas vendas localiza-se maioritariamente em mercados asiáticos como China, Índia e Japão. A situação está tão agreste que a Apple tem vindo a baixar os preços dos iPhones nesses mercados.

ihpone xr

Alternativamente, a empresa da maçã também tem tentado incentivar a compra de equipamentos através de programas de troca. Este sistema também inclui descontos, chama-se Apple trade e irá extender-se até final de junho.

Os descontos anunciados originalmente iriam terminar em janeiro, foram extendidos para fevereiro e depois março. Assim sendo, é esperado que a Apple baixa ainda mais os preços, principalmente no iPhone XR.

A existência do iPhone XR pode ser 'estratégica'

Quando o iPhone XR foi lançado, muitos deram-lhe o título de 'iPhone low cost' ainda que tenha um valor aproximado de um topo de gama. Quem quer um iPhone com características recentes e não quer dispender 1000 euros ou mais, optará por um destes.

Nesse sentido, o iPhone XR tem sido o mais afectado por estes cortes de preço. As baixas são tão abundantes em certos mercados que quase parece estratégico. A Apple pode continuar a vender os iPhone XS e XS Max, tendo o XR como margem da manobra.

Na Índia, por exemplo, o XR sofreu reduções de preço até 25% em certas lojas. Existem ainda parcerias com os retalhistas para facilitar a compra dos equipamentos através de campanhas de créditos.

iphone xr

Portanto, existem vários factores que apontam para uma utilização do iPhone XR como uma ferramenta financeira. Os mercados asiáticos dão preferência a telemóveis mais baratos, devido a um mercado saturado e baixos rendimentos.

De facto, a única forma da Apple vender iPhones nesses mercados é mesmo baixando os preços drasticamente. Reduzir os preços da sua linha principal traria muito prejuízo à empresa de Cupertino, então optaram por baixar o seu modelo mais amigo da carteira.

Uma coisa é certa: não podemos subestimar a Apple. Embora a empresa tenha tomado decisões questionáveis e apostado recentemente em serviços, as vendas dos iPhones não serão ignoradas e tudo será feito para que as vendas continuem.

Editores 4gnews recomendam:

António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.