Android. ZTE terá de mudar o nome do segmento mobile

Filipe Alves

Android. ZTE terá de mudar o nome do segmento mobileA ZTE terá de mudar de nome de forma a continuar a vender smartphones Android nos Estados Unidos. A empresa asiática quebrou o protocolo que tinha com os EUA por vender produtos dos EUA ao Irão e Coreia do Norte sem autorização.

Depois de descoberta a falha no acordo entra a fabricante chinesa e o governo dos EUA, a ZTE ficou banida temporariamente de negociar com empresas dos Estados Unidos da América.

Vê ainda: Game of Thrones: Última temporada estreia na primeira metade de 2019

Isto significa que a Qualcomm, por exemplo, não poderia vender mais processadores à empresa chinesa. Lembro que a maior parte dos smartphones Android da empresa asiática usam os processadores Snapdragon da Qualcomm.

Pior do que isso, a marca chinesa estava em risco de usar o próprio sistema Android, visto que os "donos" da plataforma (embora seja open Source) é a Google.

ZTE era forte nos EUA no segmento de smartphones de entrada Android

Agora temos novos desenvolvimentos no caso. O governo dos Estados Unidos deu a possibilidade à ZTE de se remediar. Primeiro teria de despedir todos os executivos envolvidos na tal transação. Algo que a empresa chinesa já fez.

Crédito: Time

Depois terá de mudar o nome do seu segmento mobile. Os smartphones da ZTE não se poderão chamar mais ZTE, isto se a empresa quiser continuar a vender nos EUA.

Isto para que o nome ZTE dos smartphones não se confunda com ZTE das infraestruturas. Os EUA não acreditam em empresas chinesas para cuidar das suas infraestruturas de rede com receio que exista informação dos cidadãos americanos vá parar às mãos do governo Chinês.

A boa notícia é que a ZTE tem a Nubia. Uma marca que até se tem safado bem nas vendas. A Nubia é tipo uma Honor para a Huawei. Uma sub-marca que oferece possibilidades com uma excelente relação de qualidade/preço.

Veremos onde é que isto vai dar. Mudar de nome não seria o fim do mundo. Teriam de começar do zero, porém, poderiam ter uma abordagem ao marketing totalmente diferente. Seja na Europa ou mundialmente.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Huawei cimenta liderança na China, com a Xiaomi em quarto lugar

PUBG Mobile: Atualização traz um novo tipo de jogo Arcade

Xiaomi Mi 8 Explorer Edition: Já há datas de lançamento para o mercado

Fonte | Via

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.