Android. Sony não desiste dos smartphones, até quando?

Rui Bacelar
Sony Xperia Kazuo Hirai Smartphone Android
A tecnológica japonesa permanecerá no mercado mobile ©REUTERS/Issei Kato

Sony. A fabricante japonesa não tem tido um percurso propriamente feliz ou de sucesso nos últimos tempos. Aliás, o seu departamento Mobile, responsável pelos smartphones Android Sony Xperia tem passado por imensas dificuldades. Todavia, a marca recusa-se a admitir a derrota ou a sair deste mercado.

Incapaz de tornar os seus smartphones Android tão apelativos como as ofertas da Samsung, Huawei, Xiaomi ou até mesmo de uma LG ou HTC. Estas duas últimas também não estão propriamente na sua fase mais feliz. O problema da Sony é simples. Um design desgastado, repetitivo e preços de venda o público demasiado altos.

Vê ainda: 23 aplicações gratuitas na Google Play Store para o teu Android

As vendas dos seus smartphones permanecem más ao longo de ano após ano, algo que geraria inevitavelmente algum burburinho. Depois de mês após mês de resultados no vermelho, começariam a surgir os primeiros rumores de que a Sony abandonaria de uma só vez o mercado Android.

Agora, numa entrevista cedida ao jornal The Guardian, o CEO da empresa, Kazuo Hirai garantiu que tal não iria acontecer. Todavia, os motivos alegados por Hirai podem não ser os mais felizes. Pelo menos de acordo com a minha visão do mercado mobile, da preferência dos consumidores e do advento das suas rivais.

Sony permanece no mercado dos smartphones Android

Kazuo afirma que a Sony continuará no mercado dos smartphones Android puramente por razões estratégicas. Isto até que a empresa tenha oportunidade para contribuir e desempenhar um papel ativo na próxima grande mudança de paradigma. Até que surja a próxima grande inovação, sendo a última a generalização dos ecrãs touch e popularização dos smartphones. Pode ler-se, no excerto das suas declarações ao The Guardian:

"A razão pelaqual faremos isso (manter-se no mercado dos smartphones) não é por acharmos que os smartphones são o futuro. É sim, porque temos de ter alguns dispositivos ligados a alguma operadora para podermos comunicar diariamente. Caso saíssemos deste espaço (mercado mobile), estaríamos a perder a oportunidade de contribuir e ter um papel ativo na próxima mudança de paradigma."

smartphones Android Sony Xperia XA2 Ultra smartphone Android Oreo
A marca permanecerá neste mercado.

Por um lado estamos obviamente contentes com esta notícia. Seria uma grande perda para o mercado dos smartphones Android se esta fabricantes simplesmente desistisse do mesmo. Ter mais competição é sempre melhor. Obriga as demais fabricantes a inovar e a não abusar (tanto) dos preços.

Em suma, a Sony permanece no mercado dos smartphones Android, não pelos smartphones em si mas sim pela próxima grande inovação. A next big thing no mercado das comunicações móveis. O entusiasmo no sistema Android ou nos atuais dispositivos nem sequer foi referido e isso levanta algumas preocupações.

Sony Xperia, a sua linha de smartphones Android

A Sony permanecerá neste mercado não pelos produtos em si. Não pelas receitas com as vendas dos smartphones mas sim pela importância do setor. Em suma e com base na citação de Kazuo, a Sony já não parece minimamente interessada nos seus Sony Xperia. Ora bem, perdoem-nos se tomarmos a mesma atitude.

É uma ótima receita para o desastre e um bom exemplo de teimosia nipónica. Manter-se num mercado que continua sem dar lucro e a manchar a imagem da marca, apenas por razões estratégicas. Não duvidamos que a marca tenha uma almofada financeira mais do que suficiente para suportar mais alguns anos de perdas mas o seu nome, esse poderá não recuperar.

É com alguma mágoa que interpreto estas palavras. Respeito a decisão de Hirai em "estar já de olho" no futuro mas descurar o presente não creio que seja uma das mais salutares estratégias. E tu, o que achas?

Assuntos relevantes na 4gnews:

Samsung Galaxy S9. Já sabemos como será a Fotografia e Vídeo

Google Allo e Google Duo deviam seguir o exemplo do Google Pay

Android One . Xiaomi Mi A1 e as suas principais alternativas

Fonte | Via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.