Xiaomi Redmi Note: smartphones baratos atingem nova marca impressionante

Bruno Coelho
Comentar

A Xiaomi habituou os seus fãs, ao longo dos últimos anos, a smartphones com qualidade-preço de encher o olho. E uma das linhas com maior responsabilidade nisso mesmo é a Redmi Note, da gama-média.

Redmi Note da Xiaomi já contam 200 milhões de unidades vendidas

Os dados mais recentes da Xiaomi Data Center revelam que esta linha de smartphones atingiu uma nova marca impressionante. São já mais de 200 milhões de unidades vendidas entre todos os equipamentos da série.

Linha Redmi Note da Xiaomi atinge um total de 200 milhões de unidades vendidas
Linha Redmi Note da Xiaomi atinge um total de 200 milhões de unidades vendidas

Nos últimos meses esta linha de smartphones deu um grande salto. É bom recordar que, em novembro do ano passado, esta contava já com um total de 140 milhões de unidades vendidas. O que significa que em cerca de seis meses totalizou mais 60 milhões de equipamentos comercializados.

O objetivo desta linha de smartphones sempre foi trazer alguma das experiência de produtos de topo para produtos relativamente baratos - entre os 150 e os 250 euros. No caso dos Redmi Note 10, há destaque para os ecrãs AMOLED ou a câmara de 108MP.

O primeiro Redmi Note foi lançado em 2014, e desde aí foi sempre a somar. Um dos equipamentos com maior qualidade-preço que tive foi um Redmi Note 5, que foi o meu smartphone pessoal durante cerca de dois anos.

Os mais recentes Redmi Note 10 chegaram ao mercado com propostas díspares. Há o modelo com 5G para quem quer assegurar esse suporte para o futuro, ou a versão Pro para quem deseja a referida câmara de 108MP e um painel AMOLED.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.