Xiaomi tem o objectivo mais ambicioso de sempre e já para 2017!

Rui Bacelar
Xiaomi Mi Android
Conseguirá alcançar este impressionante número de vendas?

A Xiaomi já é uma das construtoras mais famosas da atualidade. De marca chinesa a uma das mais respeitadas marcas deste mercado de dispositivos móveis a sua ascensão foi rápida, consistente e apoiou-se muito na comunidade crescente de fãs e utilizadores dos seus produtos. Agora, a marca terá traçado o seu objectivo mais ambicioso de sempre, e já para este ano de 2017!

Vê ainda: Motorola – Prepara-te para os Moto G6, Moto G6 Plus e Moto G6 Play

A marca chinesa, definiu um novo objectivo para 2017. Foi o próprio fundador e CEO, Lei Jun, que estabeleceu este patamar de 90 milhões de dispositivos (unidades) vendidas até ao final do ano. Se conseguirá ou não alcançar esta meta só o tempo o dirá mas podemos analisar algumas das suas "armas" para alcançar esta meta.

Xiaomi - um ponto de situação

Em primeiro lugar, para atingir este número a Xiaomi lançou muito recentemente, ontem aliás, o Xiaomi Redmi 5A, um smartphone de gama de entrada com um preço irresistível bem abaixo dos 100 dólares.

Apesar de ser um lançamento para o mercado chinês o Redmi 5A estará certamente disponível através de várias lojas online do decurso das próximas semanas.

Xiaomi Mi Android
Conseguirá alcançar este impressionante número de vendas?

O seu preço é bastante competitivo, como aliás pode ser dito de praticamente todos os seus produtos com muito poucas excepções. Num último vislumbre do Redmi 5A podemos citar o seu processador Qualcomm Snapdragon 425 CPU e câmaras de 13MP e 5MP (traseira e frontal, respectivamente).

Fornecendo mais algum contexto, no seu melhor ano de sempre (2015) a Xiaomi conseguiu vender mais de 70 milhões de smartphones, ao passo que em 2016 alcançou os 58 milhões de unidade, um número ainda assim muito satisfatório.

Com efeito, é no mercado de gama de entrada e gama média onde a Xiaomi realmente brilha e se tem destacado das demais. Relembro ainda que no espaço de apenas 1 mês a construtora conseguiu vender 10 milhões de unidades (setembro passado), sobretudo devido à sua crescente popularidade no gigantesco mercado indiano. Podem ler os detalhes deste recorde, aqui, na 4gnews.

Top 10 dos smartphones Android mais utilizados na China:

Vemos uma clara dominância da Vivo, com a Samsung logo atrás e com a particularidade de conseguir tornar um dos seus topos de gama num dos smartphones mais populares daquele gigantesco mercado. Contudo, logo no 3º lugar (e quase que como perfeito oposto) temos um Xiaomi Redmi Note 4, um smartphone bem económico.

Smartphone Quota de Mercado
Vivo X9 1.7 %
Samsung Galaxy S7 Edge 1.6 %
Xiaomi Redmi Note 4 1.6 %
Vivo Y66 1.3 %
Huawei Mate 9 1.3 %
Vivo X7 1.3 %
Huawei P9 1.2 %
Huawei Mate 8 1.1 %
Samsung Galaxy Note3 1.1 %
Huawei 6X 1.1 %

*Dados fornecidos pela Appbrain

Top 10 dos smartphones Android mais utilizados na Índia:

Apesar de a China ser o seu país natal, é na Índia onde a Xiaomi regista a sua maior popularidade com 4 dos seus smartphones a entrar neste Top 10 e com particular destaque para o Xiaomi Redmi Note 4 ocupando a 2ª posição, logo atrás do Samsung Galaxy J2, um smartphone cujas especificações aconselho a não procurarem.

Smartphone Quota de Mercado
Samsung Galaxy J2 6.4 %
Xiaomi Redmi Note 4 4.2 %
Samsung Galaxy J7 4.0 %
Samsung Galaxy On Nxt 2.6 %
Samsung Galaxy J2(2016) 2.3 %
Oppo A37f 2.0 %
Xiaomi Redmi 3S 1.9 %
Xiaomi Redmi Note 3 1.7 %
Xiaomi Redmi 4 Pro 1.6 %
Oppo A33f 1.5 %

Para mais informações sobre a esta marca e tudo o que é tecnologia falada em português segue a 4gnews. Acompanha-nos no Facebook, Instagram e claro, no YouTube onde terás também as nossas LiveCasts semanais e muito mais conteúdo diário e atualizado.

Sirvam estas tabelas para ilustrar os mercados onde a Xiaomi é mais forte e respectivos modelos mais procurados. Por último, Lei Jun afirmou ainda que, até 2020, a marca quer ser a construtora dominante na China.

E tu, acreditas que a marca conseguirá alcançar este ambicioso objectivo já em 2017? Pessoalmente acredito que, com smartphones como o Xiaomi Mi A1 no mercado, nada é impossível!

Outros assuntos relevantes:

Nova Launcher está ainda mais parecido com o Google Pixel 2

Depois do Redmi 5A, o Xiaomi Redmi 4A está agora a bom preço

KRACK – a nova ameaça afeta qualquer dispositivo com Wi-Fi, até Android

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.