Xiaomi poderá ressuscitar os smartphones modulares

Carlos Oliveira
Comentar

Os smartphones modulares foram, há alguns anos, uma ideia promissora para o mercado da tecnologia móvel. O conceito passava por facultar ao utilizador a substituição de algumas partes do equipamento, facilitando a atualização de alguns componentes.

Pese embora o facto de essa ideia não ter vingado no mercado, a Xiaomi poderá ressuscitá-la. Esta é a conclusão que retiramos depois de conhecida uma patente da marca chinesa precisamente para um smartphone modular.

Xiaomi equaciona equipamento modular que se divide em três partes

A patente agora descoberta, da autoria da Xiaomi, idealiza um produto com três partes substituíveis. Na parte superior estaria a sua câmara e placa lógica (processador, RAM, armazenamento, etc), no meio uma parte com a bateria e, por fim, uma terceira porção com a entrada USB e as colunas.

Xiaomi smartphone modular
Créditos: LetsGoDigital

Foi com base nestes documentos que a publicação LetsGoDigital concebeu as imagens que ilustram o presente artigo. Nelas podemos ver como poderia ser o produto da Xiaomi repartido em três peças indispensáveis ao seu ideal funcionamento.

As imagens contemplam diferentes configurações para a câmara deste smartphone, desde a quantidade de lentes disponíveis ao seu alinhamento. É curioso notar até a presença de um módulo com um ecrã secundário, ideologia inspirada no Xiaomi Mi 11 Ultra.

Xiaomi smartphone modular
Créditos: LetsGoDigital

O benefício de um produto deste género seria a atualização mais rápida e potencialmente mais económica de alguns componentes do smartphone. Poderias mudar apenas para um módulo de bateria maior ou transitar para uma câmara com mais ou menos lentes, tudo consoante as tuas necessidades.

Xiaomi smartphone modular
Créditos: LetsGoDigital

A parte que parece mais perdida no meio disto é a parte inferior, onde simplesmente marcaria presença a entrada USB e a coluna do produto. Esta seria a porção do smartphone com maior necessidade de fundamentação.

Importa notar que a aprovação de uma patente não significa que a Xiaomi venha a lançar um produto destes. Significa apenas que a marca está a trabalhar nessa ideia e agora só depende de si para materializar este conceito.

O mais próximo que já tivemos no mercado de um smartphone modular foi o LG G5 ou os Moto Mods da Motorola. Em ambos os casos, era possível adicionar alguns acessórios ao equipamento, mas essa filosofia não teve grande sucesso no mercado.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.