Xiaomi Pocophone F2: Quando será anunciado e o que esperar?

Filipe Alves

O Xiaomi Pocophone F2 é um dos smartphones mais esperados de 2019. Não porque será simplesmente inesquecível mas porque nos poderá vir a oferecer um topo de gama com um valor bem baixo.

Tal como o Poco F1, acredita-se que o Xiaomi Pocophone F2 possa vir a trazer aquela qualidade de especificações de topo de gama e pequenos compromissos para nos dar um smartphone com um preço mais baixo.

Xiaomi Pocophone F1

Com a redução do preço do Xiaomi Pocophone F1, acredita-se que o Xiaomi Pocophone F2 está aqui à porta e não há questões que chegará em breve.

O primeiro Poco foi revelado de forma oficial em abril, assim sendo, estamos a pouco menos de um mês de ver o seu sucessor anunciado. Ainda que os rumores não sejam muitos, espera-se que o Xiaomi Pocophone F2 já esteja em fase final de construção. Ou seja, é uma questão de semanas até vos inundarmos de especificações e fugas de informação do smartphone.

Dessa forma, olharemos atentamente para o que é quase garantido esperar e o que poderemos vir a ter no topo de gama da Xiaomi com um preço agradável.

O que esperar do Xiaomi Pocophone F2

Com a data de lançamento a aproximar-se, pode-se deduzir o que o novo topo de gama trará. O Xiaomi Pocophone deverá oferecer o mais recente e potente processador da Qualcomm. O Snapdragon 855 é o chip que foi incorporado em smartphones como o Mi 9, Galaxy S10 e espera-se que o Xiaomi Pocophone F2 também o venha a trazer.

Arrefecimento líquido é também quase garantido

Tal como no ano passado, o novo Poco F2 deverá trazer arrefecimento líquido. Contudo, com o lançamento do Black Shark 2 teremos uma nova tecnologia para este arrefecimento. É esta tecnologia que se espera no Xiaomi Pocophone F2.

Câmaras de qualidade com 48MP

Xiaomi Redmi Note 7

O Xiaomi Pocophone F2 deverá também ser acompanhado por um sensor de 48MP. Visto que este será um smartphone a olhar para o Budget espera-se que o sensor seja da Samsung. Ou seja, o mesmo que podemos ver no Redmi Note 7. O Mi 9 tem um sensor de 48MP mas com sensor Sony. Isto é, ligeiramente superior.

Sinceramente estou à espera de ver 3 câmaras traseiras. Principalmente porque a grande angular começa a ser mais pedida pelo público.

Uma bateria de 4000 mAh e carregamento rápido

A bateria não deverá reduzir. Visto que não se espera que este smartphone nos venha a trazer carregamento sem fios, é quase garantido que voltará a premiar os utilizadores com uma enorme bateria. O carregamento rápido é também garantido. Resta-nos saber se será de 18W ou de 27W como o Mi 9.

Ecrã com uma notch mais pequena

Notch gota de água

Tal como os outros smartphones da Xiaomi em 2019, espera-se que o Xiaomi Pocophone F2 nos dê uma notch mais reduzida. Algo idêntico ao Redmi Note 7. Uma pequena "gota de água" na parte central do dispositivo. O sensor biométrico no ecrã é muito desejado, porém, não sei até que ponto é que será integrado para manter o preço baixo.

Construção melhorada em vidro

Xiaomi Redmi Note 7

Não me parece que a Poco nos dê um smartphone de plástico. Talvez um modelo com especificações menores. Todavia, acreditamos seriamente que o futuro topo de gama não falhará na construção. Este foi o pecado da primeira geração e algo me diz que a Xiaomi não voltará a cometer o mesmo erro.

Preço do Xiaomi Pocophone F2

Vamos encarar a realidade como ela é. O Xiaomi Pocophone F2 deverá ter um valor ligeiramente superior ao antecessor. Se o Pocophone F1 saiu para o mercado por 300€, acredito plenamente que a próxima geração venha a bater nos 350€ na altura de lançamento. Ainda assim, se esperares um pouco mais, é garantido que o conseguirás comprar a um preço mais reduzido. Ainda assim, um preço fantástico para o que o smartphone nos vai oferecer.

Em suma, toma atenção que estas afirmações acima não são garantidas. São uma previsão de mercado face as evoluções da marca num ano. Esperemos que as próximas semanas nos traga mais informações sobre o smartphone.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.