Xiaomi Pocophone F1: os preços dos smartphones fazem sentido?

Bruno Coelho

Ainda há uma semana partilhamos com os nossos leitores um artigo onde de facto nos questionamos se vale a pena pagar muito por um smartphone. Colocamos a barreira nos 200€ e é certo que por 300€ já se consegue comprar um dispositivo com performance de topo.

O Pocophone F1 é um dos motivos pelos quais voltamos a abordar este tema. O outro é o último vídeo do canal TechAltar, que aconselho todos a seguirem no Youtube. No último vídeo do canal (que vai muito além disto), é falado de como a performance e o preço não são coincidentes no mercado mobile.

Vamos pegar (tal como eles fizeram) em dispositivos de 2018, ainda bem frescos. O Pocophone F1 já pode encontrar-se na barreira dos 300€, ou até abaixo. Contudo, um Samsung Note 9 ou um iPhone XS ultrapassam os 1000€. Teremos nós mais do triplo da performance nestes dispositivos? Obviamente que não.

Parece até simplório resumir a questão a performance. Poder-me-ão dizer que o Pocophone é de plástico e o Note 9 e iPhone XS de vidro. Dir-me-ão acertadamente que estes também têm um ecrã AMOLED, enquanto que no Pocophone temos um ecrã LCD.

smartphone preço performance pocophone F1 iPhone XS Note 9

Contudo, concentremo-nos na performance. Se pensarmos no mercado de computadores, a verdade é que uma tão grande diferença de preço vê-se com um grande incremento na performance. No mercado de PCs é simples isso acontecer porque podemos montá-lo como quisermos.

Quanto mais nome, maior o preço que uma marca cobra pelos dispositivos

Num smartphone recebemos o corpo completo. E não podemos fazer upgrade apenas a este ou àquele componente. Além disso, no mercado mobile, algo a ter em conta é a marca. Sem invocar nomes, sabemos que à medida que as marcas de cimentam no mercado, estas acabam por cada vez cobrar mais pelos seus dispositivos.

Se juntarmos a isto o facto de no mercado mobile, já termos marcas de topo a produzir componentes tão essenciais como o processador, faz-nos pensar nas diferenças. Mas no fim das contas, a ideia que transparece dos testes feitos pelo canal LowSpecGamer, é de que se queremos performance, para quê pagar mais?

A não ser que estejamos presos a um ecossistema ou queiramos a melhor câmara e ecrã do mercado, não justifica ir além de um “pocophone da vida”. Por 300€ consegue-se um dispositivo que se equipara em performance a outros que custam mais do triplo. Obviamente que quem valorizar tudo o resto, poderá justificar assim a diferença de preços.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.