Xiaomi Mi 11: o novo smartphone chega em breve a Portugal

Rui Bacelar
Comentar

A Xiaomi é a terceira maior fabricante mundial de dispositivos móveis, afirmando-se na Europa como marca de confiança, brilhante na relação preço / qualidade. Muito em breve, e com ofertas promissoras, o smartphone Android chega também a Portugal.

Será comercializado pelas lojas Mi Store Portugal e, durante o período de lançamento usufruirá de ofertas que incluem alguns dos best-sellers da marca. Segundo avança a direção da Xiaomi Portugal à 4gnews, teremos um "bundle" de prendas com o Mi 11.

O smartphone Xiaomi Mi 11 chegou à Europa por 749 €

A fabricante chinesa classifica-o como "ideal para gravar vídeo", mas acaba por ser muito mais. É um poderoso smartphone Android, equipado com o melhor processador que podemos encontrar em dispositivos Android este ano, o Snapdragon 888 da Qualcomm.

É construído em vidro, está mais elegante e mais leve este ano, facilitando o seu uso com uma mão. Temos ainda mais atenção dada à sua qualidade de construção, por exemplo, no módulo de câmara traseira revestido por um elemento em vidro a cobrir as câmaras.

Os cantos mostram-se arredondados, tal como as câmaras principais. Aliás, a Xiaomi fez saber que até no interior os cantos foram arredondados - na estrutura que alberga os módulos das câmaras, não se poupando a esforços para construir o telemóvel.

Para 2021 a Xiaomi traz-nos um topo de gama a preço relativamente acessível - quando comparado com a média praticada pela Apple, Samsung, Huawei e demais marcas no setor. Com efeito, na Europa o Mi 11 custa 749 euros a 799 euros.

A caixa do smartphone inclui um carregador rápido a 55 W

Ao passo que na China o Mi 11 pode chegar ao consumidor sem carregador - caso este assim o queira - na Europa chegará, sempre, com o carregador incluído na caixa. Melhor ainda, o carregador incluído usa o novo padrão GaN, mais eficiente, compacto e rápido a carregar com potência máxima de 55 W, com o telefone a suportar também o carregamento sem-fios até 50 W.

Trata-se, portanto, de um smartphone premium, verdadeiramente construído para agradar aos consumidores mais exigentes, chegando ao nosso mercado durante o contexto pandémico, mas sem uma concorrente de peso, a Huawei.

Uma vez que esta gigante chinesa continua impedida de utilizar os serviços Google nos seus smartphones, ou negociar com empresas norte-americanas para o fornecimento de componentes essenciais à produção de smartphones.

Como resultado destes entraves, as vendas da Huawei vieram a sofrer. De acordo o último relatório da IDC a sua posição de mercado caiu para quinto lugar, ultrapassada pela OPPO e Xiaomi.

A Xiaomi tem "campo aberto" para crescer de forma significativa em Portugal, sobretudo no segmento premium com o novo Mi 11.

Especificações técnicas do Xiaomi Mi 11:

  • Ecrã: AMOLED 2K com 6,81" polegadas
  • Taxa de atualização de 120 Hz
  • Taxa de registo do toque de 480 Hz
  • Brilho máximo de 1500 nits, HDR10+, 515 ppp
  • Proteção com vidro Gorilla Glass Victus
  • Processador Snapdragon 888 da Qualcomm
  • Desde 8 GB de memória RAM
  • Desde 128 GB de armazenamento interno
  • Câmaras: 108MP (principal) + 13 (ultrawide) + 5MP (macro)
  • Bateria de 4600mAh (capacidade nominal)
  • Carregamento rápido de 55W (com fios), 50W (sem fios) e 10W (inverso)
  • Altifalantes estéreo em parceria com a Harman Kardon
  • Padrão Wi-Fi 6
  • Padrão Bluetooth 5.2
  • Peso: 196 gramas
  • Disponível em preto, branco e azul

O novo smartphone da Xiaomi deve chegar a Portugal nas últimas semanas de fevereiro.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.