Xiaomi Mi 10 com ecrã curvo? CEO explica porquê

Bruno Coelho
1 comentário

Os Xiaomi Mi 10 e Mi 10 Pro preconizam a afirmação completa da Xiaomi enquanto marca de topo. Os equipamentos com apresentação global marcada para 27 de março não fazem sacrifícios nas suas especificações, e isso nota-se também no seu ecrã.

Estes não são os primeiros equipamentos topo de gama da marca a apostar num ecrã curvo nas suas laterais, Já o Mi Note 2 e o Mi Note 10 o ofereciam, porém, estes são a certeza da aposta na característica. O CEO da fabricante, Lei Jun, já veio a público explicar o porquê desta escolha.

“A maior vantagem do ecrã curvo é ter um telemóvel muito mais fino”, diz Lei Jun

Segundo o executivo, “a maior vantagem do ecrã curvo é ter um telemóvel muito mais fino”. Ora, esta escolha acontece também numa altura em que as baterias vão aumentando de tamanho, e com isso aumenta a espessura dos equipamentos.

Xiaomi Mi 10

Ecrã AMOLED do Xiaomi Mi 10 tem um custo de cerca de 45€

Ter um ecrã curvo dá a sensação de que estamos a olhar e a pegar num equipamento mais fino. Estes ecrãs são fabricados não apenas pela Samsung, mas também pela TCL, e têm um custo de cerca de 45€.

Não há duvida que o ecrã curvo é uma escolha que divide opiniões. Se alguns utilizadores são amantes desta opção deste que se foi tornando popular nos Samsung, outros não gostam de a ver chegar aos equipamentos da Xiaomi.

A verdade é que o utilizador fica com um equipamento com um design atrativo, mas que se torna também mais frágil. Se esta pode ser uma opção que vai afastar os consumidores dos Mi 10 e Mi 10 Pro, só as suas vendas vão poder responder.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Football Manager e o cinema são dois dos seus escapes, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.