Xiaomi Mi 1: Assim era o primeiro smartphone da empresa chinesa

Carlos Oliveira
Xiaomi Mi 1 smartphone
Ainda te lembras deste smartphone?

A Xiaomi é uma das empresas mais populares do momento em todo o mundo, mas também uma das mais jovens. Mas será que ainda te lembras como era o seu primeiro smartphone? Pois bem, o mesmo dava pelo nome de Xiaomi Mi 1 e hoje vamos recordá-lo.

A Xiaomi foi fundada por Lei Jum corria o ano de 2010. No entanto, o seu primeiro smartphone não chegou ao mercado nesse mesmo ano. Em boa verdade, o Xiaomi Mi 1 chegou apenas em 2011.

Vê ainda: 5 passos para instalar a Google Play Store e serviços Google num Xiaomi

Nessa altura o mercado era bem diferente do que temos hoje em dia. Embora a Samsung e Apple fossem já das empresas mais relevantes, outras seguiam-lhes o passo e tiveram desfechos diferentes.

Nesse ano, também a Nokia e a HTC vigoravam no top-5 das maiores construtoras mundiais. Embora a Nokia esteja novamente a recuperar fulgor, o cenário da empresa de Taiwan é bem diferente do da finlandesa.

Xiaomi Mi 1 foi o smartphone de arranque da empresa

Foi no meio desta realidade que apareceu o primeiro smartphone de uma empresa na qual poucos apostavam em 2011. Aliás, aquando do lançamento do Xiaomi Mi 1, os analistas davam uma taxa de êxito à empresa chinesa abaixo dos 50%.

Atendendo ao smartphone em si, este seguia, naturalmente, muitas das tendências da altura. Tínhamos um equipamento pequeno, com margens enormes e especificações irrisórias face aos dias de hoje.

Este Xiaomi Mi 1 chegou ao mercado com um ecrã de 4 polegadas e uma resolução de 480 x 854 pixels. O seu processador era um dual-core Qualcomm MSM8260 a correr a 1.5GHz. Era apoiado por 1GB de RAM e apenas 4GB de armazenamento interno.

Possuía apenas uma câmara traseira de 8MP e uma bateria de 1930mAh. Corria a MIUI 2.3 baseada no Android Gingerbread 2.3 e custava qualquer coisa como 311€.

Foi com este singelo pedaço de tecnologia que a Xiaomi deu os seus primeiros passos no mercado da tecnologia móvel. Na altura, este smartphone não foi verdadeiramente levado a sério, sendo referido que não iria mudar o paradigma do mercado em que inseria.

Até pode ter sido verdade, mas é realidade é que, sete anos depois, os produtos Xiaomi mudaram sim vários segmentos do mercado mobile. Este Xiaomi Mi 1 foi apenas o começar de uma jornada que haveria de ser gloriosa para esta jovem empresa chinesa.

Editores 4gnews recomendam:

Samsung Galaxy Note 9: Variante da Corea do Sul traz um acessório extra

Huawei continuará a apostar no mercado dos smartwatches

F1 2018 – Análise à nova iteração da Codemasters

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.