Xiaomi pode perder liderança no segundo maior mercado para a Samsung

Vitor Urbano
Xiaomi Mi Store Samsung Índia
Xiaomi poderá perder a sua posição para a Samsung já no início de 2019

Já não é novidade para ninguém que a Índia se tornou num dos mais importantes mercados da atualidade para as fabricantes de smartphones. Afinal de contas, é o segundo maior mercado do mundo, atrás da China. Agora, a Xiaomi poderá acabar por perder a primeira posição para a Samsung.

Durante 2018, a fabricante chinesa conseguiu de forma brilhante cimentar a sua popularidade e sucesso neste mercado, deixando a sua concorrente direta num confortável segundo lugar.

Vê ainda: Xiaomi vai lançar um impressionante mini projetor no início de 2019

No entanto, de acordo com novas informações, graças a uma nova política do governo indiano a gigante chinesa poderá perder a liderança já no início de 2019. As novas alterações vão afetar diretamente o comércio online, permitindo que apenas 25% das vendas de uma fabricante sejam feitas online.

Xiaomi tem posição ameaçada pela Samsung no segundo maior mercado do mundo

Estas alterações podem vir a revelar-se 'fatais' para a Xiaomi, especialmente considerando que quase 70% das vendas da marca no mercado indiano foram realizadas através de plataformas online. Por outro lado, a Samsung vai certamente tirar proveito desta situação, considerando que a grande maioria das suas vendas são realizadas em loja física.

Certamente que estas novas alterações, que irão entrar em vigor no dia 1 de fevereiro, não irão afetar apenas a Xiaomi. Outras fabricantes chinesas, como a Huawei, Honor, Oppo e Realme, irão sentir um grande impacto nas suas vendas. Uma vez que todas elas apresentam uma presença maioritariamente online neste mercado.

No entanto, a Xiaomi parece que já estava a contar com estas alterações. Durante a segunda metade deste ano a fabricante tem apostado forte na abertura de lojas físicas na Índia. Relembro que conseguiram até entrar no livro dos Recordes do Guiness ao abrirem 500 lojas em simultâneo.

Xiaomi Samsung Índia 2019

De acordo com os planos revelados pela marca há algum tempo. Deverão conseguir abrir cerca de 5000 lojas físicas na Índia até ao final de 2019. Assim, é possível que a alegada quebra no número de vendas consiga ser recuperada até ao final do ano.

Por fim, resta-nos esperar para ver qual será a estratégia da Samsung para tentar tirar o máximo proveito desta situação. E também, o que a Xiaomi irá fazer na primeira metade de 2019 para evitar uma queda tão acentuada nas suas vendas.

Editores 4gnews recomendam:

Xiaomi continua a crescer e a surpreender no maior mercado do mundo

Pocophone F2: Algumas das suas especificações reveladas

Aquecedor da Xiaomi é inteligente, barato e inacreditável

Via

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.