Xiaomi e Huawei. Homens são os maiores fãs das fabricantes Android

Rui Bacelar
Android Xiaomi Huawei Mate 10 Pro Android Oreo
Quem são os principais fãs de ambas as fabricantes? ©reuters

A rivalidade entre as principais construtoras de dispositivos móveis arrasta consigo milhões de fãs pelo mundo fora. Todos conhecemos a dualidade Samsung / Apple (Android vs iOS), bem como o fenómeno ou pelo menos a expressão "fanboy". Palavra normalmente com uma conotação negativa que pretende ilustrar ou caracterizar um fã acérrimo de uma ou outra marca. Mas...será que também temos desses fãs na Huawei e na Xiaomi?

São duas das maiores fabricantes chinesas. A par da Vivo e da Oppo dominam o panorama tecnológico do seu país - dados IDC. Agora, podemos responder a essa questão. De acordo com os dados fornecidos pela agência de estudo de mercado, Jiguang Data, ficamos a saber quem são os maiores fãs destas fabricantes Android.

Vê ainda: Huawei P20. As tendências que antecedem o lançamento deste Android

De acordo com estes novos dados podemos averiguar que, pelo menos na China, a maior base de fãs destas construtoras Android se situam no campo masculino. Podemos também ver aquilo que une e aquilo que separa os principais seguidores da Xiaomi e da Huawei. Desde o sexo até à sua faixa etária.

Entre os dados mais cativantes temos um impressionantes número de utilizadores e fãs da Xiaomi entre o público masculino. Segundo esta pesquisa, um total de 69.1% dos fãs da Xiaomi são homens. Já no caso da Huawei os níveis de testosterona são um pouco mais baixos mas continuam a predominar com 66% dos utilizadores a serem do sexo masculino.

Huawei e Xiaomi, o que separa e o que une os seus fãs?

Não temos qualquer estatística referente aos indivíduos que não se identifiquem com o sistema binário de géneros. Mesmo assim, os números desta pesquisa mostram que ambas as marcas Android ainda têm muito a crescer junto do público feminino. Junto do sexo feminino, tanto a Xiaomi como a Huawei, especialmente a primeira, podem crescer muito mais.

Uma das formas que estas fabricantes Android têm utilizado para tentar atrair uma maior base de fãs feminina é o recurso aos modos de beleza para as fotografias e para as selfies. Contudo, creio que já esteja mais do que na altura de avançarmos para além do estereótipo.

Huawei e Xiaomi, duas fabricantes Android:

Huawei Xiaomi Android fãs
Os dados avançados pela agência chinesa Jiguang Data

A maior concentração de fãs da Xiaomi situa-se na faixa etária entre os 30 a 34 anos de idade. Aqui encontramos 31.7% dos inquiridos. Em seguida temos a faixa etária entre os 25 a 29 anos com 25.4% dos fãs desta construtora Android. Note-se que mais de 50% de toda a base de fãs da Xiaomi tem uma idade superior a 30 anos.

Xiaomi vs Huawei, um duelo de fãs do Android

Já por outro lado, olhando para a mesma distribuição etária encontramos 44% dos fãs da Huawei (30 ou mais anos). Já por outro lado, os utilizadores Huawei com menos de 25 representam uns significativos 26.1%.

A faixa etária com maior representação é a compreendida entre os 25 a 29 anos com 29,9%. No geral, é a Huawei a fabricante Android quem tem uma base de fãs e utilizadores mais jovens.

A Xiaomi destacou-se desde cedo pelas suas ofertas de baixo custo e elevado valor no mercado Android. Foi crescendo sobretudo nas pequenas cidades da China e continua a apostar sobretudo numa distribuição online para os seus produtos. Esta agência afirma também que apenas 12.47% dos utilizadores Xiaomi vivem numa grande cidade, estando maioritariamente distribuídos pelos centros urbanos de menor dimensão.

Já por outro lado, e algo bastante surpreendente é o facto de a mesma tendência se verificar na Huawei. Cerca de 59% dos utilizadores Huawei também vivem em núcleos urbanos de pequena dimensão. Ao passo que apenas 12% dos utilizadores residem num centro urbano de grandes dimensões. Cumpre ainda salientar que também a Huawei começou por apostar nos dispositivos Android mais económicos.

Huawei e Xiaomi começaram pelos Android's mais económicos

Huawei Xiaomi Mi A1 Android Oreo 8.0 Android One
Ambas as fabricantes começaram por oferecer sobretudo dispositivos económicos.

Esta agência de estudo de mercado, a Jiguang, revela ainda alguns dados sobre os hábitos de utilização das aplicações pelos fãs das Xiaomi. Segundo as suas conclusões os elementos do sexo masculino utilização Apps sobretudo para ler, produtividade, notícias, negócios e categorias relacionadas. Aqui incluem-se as aplicações da Microsoft e não só. Já os elementos do sexo feminino que utilizam um dispositivo Xiaomi utilizam sobretudo apps para leitura online, educação, aprendizagem e as redes sociais.

Estudo cingiu-se aos fãs e utilizadores na China

Olhando para o universo Huawei temos aqui um panorama distinto. Tanto o sexo feminino como masculino utiliza sobretudo aplicações de mobilidade e viagens.

Em seguida temos a gestão de finanças e aplicações para aproveitar os tempos livres. Em suma, os utilizadores desta fabricante Android parecem mais empenhados em aproveitar o que de melhor a vida tem para oferecer a nível de diversão e lazer.

Já por outro lado e para terminar, as aplicações de categorias como selfies e embelezamento pessoal são pouco populares na base de fãs na China. O mesmo se aplica às categorias de vídeo. Quererá isto dizer que, pelo menos na China, os utilizadores da Huawei e da Xiaomi são menos narcisistas do que nos restantes mercados?

Assuntos relevantes na 4gnews:

Uma junção de Huawei Mate 10 e Apple iPhone X? Este é o Oukitel U18

Sucessores do Apple iPhone X terão mais RAM e baterias maiores

Ok Google. Huawei Mate 10 Pro recebe nova atualização do Android

Fonte | Via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.