Xiaomi confirma nova estratégia de mercado com o lançamento de dois Redmi Notes por ano

Mónica Marques
Comentar

A poucos dias de ser conhecido o tão aguardado Redmi Note 11, num evento marcado para 28 de outubro, a Xiaomi anuncia uma nova estratégia de mercado para os smartphones Redmi.

A partir de agora, a Redmi vai lançar dois novos modelos Note por ano.

Redmi quer responder às necessidades de cada utilizador

A Xiaomi acaba de anunciar uma nova estratégia de mercado que poderá agradar a muitos utilizadores. A partir deste último trimestre, a Redmi vai lançar dois novos modelos Note todos os anos.

O anúncio foi feito por Lu Weibing, diretor-geral da Redmi e vice-presidente da Xiaomi, que vai mais longe e explica a razão de a marca optar por esta estratégia. De acordo com este responsável, a marca não consegue responder às necessidades de cada utilizador com apenas uma geração de equipamentos. E, por este motivo, vão avançar com o lançamento de duas gerações em apenas um ano.

Lu Weibing esclarece assim a razão de o Redmi Note 11 ser lançado apenas cinco meses depois do Redmi Note 10. Adicionalmente, o executivo explica que o Redmi Note 10 Pro 5G aposta na eficiência do desempenho com o processador Dimensity 1100 integrado em detrimento do ecrã e da velocidade de carregamento.

Redmi pretende ganhar quota de mercado

Já o Redmi Note 11 Pro, de acordo com Weibing, vai concentrar-se na melhoria da experiência e menos no desempenho, apesar de ser estar equipado com o processador Dimensity 920 SoC.

Por outras palavras, a marca chinesa quer chegar ao maior número possível de utilizadores e ganhar quota de mercado. Para os utilizadores, as notícias são excelentes, uma vez que a partir de agora vão contar com dois novos modelos Note em apenas um ano.

Pelo discurso de Lu Weibing, podemos também depreender que, daqui para a frente, as gerações ímpares do Redmi Note vão concentrar os seus esforços na experiência enquanto as gerações pares vão apostar no desempenho.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.