Xiaomi Black Shark 2 Pro chegará com 512GB de memória interna e mais!

Filipe Alves
Comentar

O Xiaomi Black Shark 2 Pro chegará para reforçar o setor "gaming" dos smartphones da Xiaomi. O topo de gama da empresa terá potência até dizer chega e um processador que promete muito.

Aliás, o smartphone passou no AnTuTu e deixou-nos com "água na boca" com a sua fantástica pontuação de 407 mil pontos. Isto prevendo que o smartphone não tem qualquer tipo de overclock.

Xiaomi Black Shark 2 Pro

Variantes do Xiaomi Black Shark 2 Pro

  • 12GB de RAM e 128GB de memória interna
  • 12GB de RAM e 256GB de memória interna
  • 12GB de RAM e 512GB de memória interna

Segundo as informações do "MySmartPrice", que já se revelou correto no passado, o Xiaomi Black Shark 2 Pro chegará com 12GB de RAM em todas as variantes. A diferença será apenas na memória interna.

Teremos ainda 3 cores diferentes para o equipamento. O novo Black Shark chegará em preto, azul e tonalidade de "gelo" (um azul claro?)

O processador Qualcomm Snapdragon 855 Plus é o maior trunfo

Mas o maior trunfo do smartphone será mesmo o seu processador. O novo chip da Qualcomm promete mais potência (15%) e menos consumo de bateria. Este chip não é totalmente novo, até porque utiliza a GPU do antecessor. Ainda assim, dá-nos uma versão mais potente do processador que tem munido os topos de gama em 2019.

Revelação e preço do Xiaomi Black Shark 2 Pro

O smartphone será revelado de forma oficial no próximo dia 30 de julho e os valores ainda são incertos. Mesmo assim, acredita-se que a Xiaomi não eleve demasiado o valor do seu novo topo de gama. Os prognósticos apontam para os 500€ na versão base, porém, esta não seria a primeira vez que a marca nos surpreenderia com preços bem abaixo do esperado.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.