Home Android

Xiaomi, Android One, MIUI e Twitter, um erro que veio por bem?

Pode ter sido excesso de confiança, pode ter sido um erro de criança. Certo é que certos erros vêm por bem <3

Twitter Xiaomi Mi MIX 2S MIUI Android One
Um típico caso de demasiada confiança? ©reuters

Android One. Iniciativa que seria lançada pela Google em 2014 mas que já passou por várias fases e abordagens. Aliás, dependendo do país onde vivas o Android One pode ter um significado diferente consoante o teu mercado / país. Agora, debrucemo-nos no “erro” da Xiaomi ao apagar uma votação no Twitter onde inquiria os seus seguidores acerca da MIUI e do Android One.

Em primeiro lugar, o objectivo primordial do “One” passava por trazer uma versão mais simples, limpa e consistente do Android a todos os mercados e a todas as pessoas. Como tal, assim que foi lançado em 2014 a iniciativa visava dar uma boa experiência de utilização a smartphones que custassem menos de 100 dólares. A Índia era, e é, um dos seus principais fotos.

Vê ainda: Xiaomi: Conhece 10 produtos da marca chinesa abaixo de 40€

Mercado onde curiosamente a Xiaomi se conseguiu afirmar como a maior construtora mobile, suplantando até a Samsung, de acordo com os dados da agência Canalys. Proeza que viria a acontecer no último (4º) trimestre de 2017. E se o Android One foi lançado para dar boas ferramentas a um grande número de construtoras locais como a Micromax, foi a Xiaomi uma das pequenas marcas que rapidamente se agigantou. Agora, a Índia é o seu novo troféu.

Por várias razões, o Android One nunca ganhou muita tração com o objectivo primordial. Os smartphones eram pouco atraentes, tanto a nível de características como a nível visual. Os consumidores não aderiram à tendência e em Portugal só veríamos um BQ Aquaris 4.5 Android One e até mesmo esse não passou de uma curiosidade.

O que é o Android One? Mais do que uma alternativa à MIUI!

Eis que chegamos a 2017 e o Android One significa algo completamente diferente! Agora, o Android One não é um exclusivo dos smartphones baratos, pobres e sem sal. Mais ainda, já não é um exclusivo dos mercados em desenvolvimento. Em vez disso, o Android One já pode ser encontrado em dispositivos de marcas conhecidas. Podem encontrar aqui uma lista com as melhores alternativas (além do Xiaomi Mi A1).

Até à data, é o único Xiaomi lançado sem a MIUI e com o Android One
Twitter MIUI Android One Xiaomi Mi A1 Android Oreo
É um belíssimo dispositivo por menos de 300€

Nos mercados europeus já temos o Xiaomi Mi A1, produtos da Motorola como o Moto X4 e até mesmo da conceituada HTC. Os seus preços situam-se no segmento de gama média e regra geral são produtos bem cativantes. Chegamos ao busílis da questão. Xiaomi e o duelo entre a MIUI e o Android One, pelo menos no sub-consciente dos utilizadores da marca.

Tendo apenas um smartphone no seu vasto portfólio que utiliza o Android One em detrimento da MIUI, o Mi A1. Seria de esperar que o impacto deste junto da base de fãs e seguidores da marca fosse…diminuto. Todavia, depois de aqui termos anunciado a peculiar votação que a Xiaomi lançou no seu perfil de Twitter oficial, o caso…tomou sérias proporções. Em causa estava a votação no Twitter que contrapunha o Android One à MIUI da Xiaomi.

Os resultados da votação no Twitter foram bem claro. O público preferiu o ambiente Android One (Android puro) à MIUI da Xiaomi. Com cerca de 57% a votarem no “One” e os restantes 43% a votarem na MIUI foi caso para dizer…ups!

MIUI da Xiaomi teve 43% dos votos na sondagem do Twitter

Twitter MIUI Android One OnePlus LG Samsung Xiaomi
O Marketing Digital passa cada vez mais pelas redes sociais como o Twitter

Pelo menos junto dos seguidores da marca no Twitter a preferência não recaiu sobre a própria ROM (interface) desenvolvida pela marca. A votação no Twitter teve a participação de cerca de 15 mil pessoas / contas. Uma amostra que já não se pode considerar propriamente pequena.

Bom, o que é que podemos retirar desta clara desvantagem da MIUI? Em primeiro lugar…15 mil utilizadores apesar de já ser um grande número está longe de representar a maioria dos fãs / utilizadores da Xiaomi. Neste momento a MIUI conta com mais de 300 milhões de utilizadores em todo o mundo. Todavia, há lições a serem retiradas de toda esta situação.

Seja no Twitter ou qualquer outra rede, é preciso estar preparado para qualquer resultado, Xiaomi.

Seja através do Twitter ou de qualquer rede social, as marcas e os seus representantes não deveriam ter retirado a votação do ar. Foi um gesto infantil e demonstrou a falta de preparação da marca. Sobretudo em algo tão público quanto as redes sociais, estavam mesmo à espera que num um dos seus milhares de seguidores no Twitter não reparasse nessa súbita omissão?

E mais ainda, um conselho. Não façam votações se não estiverem preparados para arcar com os vários cenários possíveis. Neste caso a Xiaomi esperava claramente que a sua MIUI vencesse. Os seus seguidores no Twitter tinham outras ideias.

Não é de estranhar que muitos dos fãs do hardware da Xiaomi sejam fãs do Android puro. Aliás, basta olhar para as estatísticas da LineageOS. Olhando para os dados referentes ao maior mercado mundial de smartphones (China) e para o 2º maior mercado (Índia), a tendência é clara, a LineageOS é extremamente popular. E o que é que a LineageOS tem a ver com o Android One e com a controvérsia do Twitter? É simples, a ROM LineageOS é extremamente semelhante ao Android puro! Ademais, por coincidência ou não, nesses mesmos países a Xiaomi é extremamente popular.

Qua ilações deve a Xiaomi retirar dos resultados no Twitter?

A atitude mais séria seria pedir desculpa aos seguidores. Essencialmente por não saber arcar com os resultados de uma votação no Twitter. Em seguida a marca deveria olhar para o Android One como uma alternativa ideal para fazer chegar vários dos seus smartphones também ao mercado europeu.

Em seguida, trata-se de um caso de vergonha alheia. Chegamos quase a ter dó do desgraçado que se lembrou de fazer a votação. Só para rapidamente se tornar no alvo de chacota da comunidade. É preciso encarar o Marketing Digital com maior seriedade. Por último, esta votação no Twitter serviu para mostrar a receptividade do público a novos smartphones lançados ao abrigo da iniciativa Android One. Algo que dispensa mais explicações.

E tu, o que é que tens a dizer sobre o caso?

Assuntos relevantes na 4gnews:

Xiaomi Redmi Note 4 recebe o Project Treble do Android Oreo

Xiaomi. Smartphones da marca receberão conexão 5G em 2019

Android. Xiaomi Redmi Note 5 e 5 Plus revelam especificações e design

Fonte | Via

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).