Xiaomi 13 Ultra é menos “ultra” no suporte para carregamento rápido

Mónica Marques
Comentar

Espera-se que o Xiaomi 13 Ultra faça a sua entrada no mercado no próximo mês de abril para juntar-se aos restantes elementos da nova série premium que está já disponível globalmente.

O modelo acaba de ser detetado num site de certificação chinês que revela o seu suporte oara carregamento rápido. E parece que o modelo Ultra não será assim tão ultra neste atributo com um suporte para apenas 90 watts.

Xiaomi 13 Ultra com suporte para carregamento rápido de “apenas” 90 watts

Render Xiaomi 13 Ultra
Render do Xiaomi 13 Ultra divulgado no mundo Web Crédito@KartikeySingh

No próximo mês de abril está previsto que seja lançado, pelo menos no mercado chinês, o novo Xiaomi 13 Ultra. Este modelo vem juntar-se aos restantes elementos da série que estão já disponíveis a nível global.

Entretanto, o modelo foi detetado num site de certificação chinês que acaba por revelar um atributo do novo smartphone que fica um pouco aquém das expetativas para um modelo com o nome Ultra no seu ADN.

De acordo com as informações divulgadas, o Xiaomi 13 Ultra está equipado com um suporte para carregamento rápido de “apenas” 90 watts. Esta será uma das características que o vai diferenciar do modelo 13 Pro que conta com carregamento rápido de 120 watts.

No entanto, há aqui uma atualização significativa em relação ao modelo anterior. O Xiaomi 12S Ultra conta com um carregamento rápido inferior de 67 watts.

Como se esperava, Xiaomi 13 Ultra está direcionado para a fotografia

À semelhança do modelo anterior, também o Xiaomi 13 Ultra será direcionado para a fotografia, concentrando os seus pontos mais fortes nos atributos óticos.

A sua configuração de câmara traseira será liderada pelo sensor Sony IMX989 com 50 megapixéis de resolução e uma polegada de tamanho. Neste ponto, a Xiaomi vai acrescentar a tecnologia de abertura variável para fornecer melhor qualidade nas imagens captadas.

Os restantes elementos do módulo traseiro de câmara vão ser três sensores – ultra grande angular, telefoto e periscópio – também com 50 megapixéis de resolução e ainda zoom ótico de 3x.

Espera-se que o terminal integre o processador Snapdragon 8 Gen 2 e que seja o primeiro smartphone da marca a incluir o ecrã de 12 bits da Huaxing Optoelectronics com uma taxa de atualização variável.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira. Email:monicamarques@4gnews.pt