Xiaomi 12 Pro versus Realme GT 2 Pro: confronto entre titãs

Mónica Marques
Comentar

Recentemente, tanto a Xiaomi como a Realme revelaram os seus smartphones premium que estão equipados com especificações semelhantes.

Tendo em conta essa premissa, faz sentido colocar ambos os equipamentos frente a frente para tentar perceber qual o modelo que se destaca. De seguida, analisaremos vários aspetos, ditando o vencedor no final de cada ronda. Depois é só somar pontos para saber para perceber qual é melhor no quê.

Hardware e software

MIUI 13

Tanto o Xiaomi 12 Pro como o Realme GT 2 Pro estão equipados com o processador Snapdragon 8 Gen 1, o mais recente chip de topo da Qualcomm. E os dois modelos dispõem de variantes com 12 GB de RAM. Uma vez que o Realme GT 2 Pro tem uma versão com 512 GB de armazenamento interno, podia ganhar este embate, mas não é esse o caso.

Desde logo porque essa característica não influencia o desempenho. Mas para chegar ao vencedor da ronda temos de analisar a parte do software. O GT 2 Pro executa a Realme UI 3.0, baseada em Android 12, enquanto o Xiaomi 12 Pro corre a nova MIUI 13, igualmente baseada em Android 12. Agora um facto determinante: a plataforma de benchmarking Master Lu acaba de revelar que o Xiaomi 12 Pro com MIUI 13 é o smartphone com desempenho mais suave atualmente disponível. E é por esta razão que o terminal Xiaomi ganha a primeira ronda.

Ecrã

Os dois terminais integram ecrãs AMOLED com tecnologia LTPO que permite uma taxa de atualização variável de 1 a 120 Hz. Ambos oferecem também uma resolução Quad HD+ e exibem até mil milhões de cores com certificação HDR10+.

Por outro lado, ambos os terminais obtiveram também a classificação A+ na DisplayMate. E por todas estas razões, esta ronda acaba num justo empate técnico.

Bateria

Neste ponto, ambos os equipamentos têm argumentos fortes e bastante diferentes. A grande vantagem do Realme GT 2 Pro é que é alimentado por uma bateria maior com 5000 mAh de capacidade enquanto a do Xiaomi 12 Pro é de apenas 4600 mAh.

Mas, em contrapartida, o terminal Xiaomi oferece velocidades de carregamento mais rápidas graças ao suporte de 120 watts, já o GT 2 Pro fica-se pelos 65 watts. Além de que o Xiaomi inclui também suporte para carregamento sem fios de 50 watts. Nesta ronda teremos de dar um ponto a cada um dos equipamentos pela robustez, no caso da Realme, e pela velocidade do Xiaomi.

Ótica

Xiaomi 12 Pro
O Xiaomi 12 Pro está equipado com três sensores de 50 megapixéis cada

Mais um ponto em que os dois terminais apresentam semelhanças. Ambos contam com um sensor primário de 50 megapixéis com estabilização ótica de imagem e uma câmara ultrawide igualmente de 50 megapixéis. Mas o Xiaomi 12 Pro inclui um terceiro sensor telefoto igualmente de 50 megapixéis enquanto que o GT 2 Pro deu três megapixéis ao seu terceiro sensor.
E ainda que a Realme tenha incluído um campo de visão de 150 graus à sua câmara ultrawide, parece-nos que pelas especificações no papel, a vitória nesta ronda é do Xiaomi 12 Pro.

Design

Realme GT 2 Pro
A Realme desenvolveu um design inovador com a integração de material biológico no GT 2 Pro

Aqui o vencedor acaba por ser bastante óbvio. Tudo porque a Realme incluiu um polímero de base biológica que confere a mesma sensação ao toque do que o papel, além de que contou com a ajuda do designer japonês Naoto Fukasawa para desenhar o GT 2 Pro que é o justo vencedor frente a um Xiaomi elegante, mas nada inovador no que respeita ao design.

Preço

Recordamos que os dois smartphones estão apenas disponíveis no mercado chinês, portanto neste frente a frente ambos os terminais são avaliados pelos preços convertidos em euros. Assim temos:

  • Realme GT 2 Pro 8G B + 128 GB 515 euros VS Xiaomi 12 Pro 8 GB + 128 GB 651 euros
  • Realme GT 2 Pro 8GB + 256 GB 555 euros VS Xiaomi 12 Pro 8 GB + 256 GB 692 euros
  • Realme GT 2 Pro 12 GB + 256 GB 595 euros VS Xiaomi 12 Pro 12 GB + 256 GB 748 euros
  • Realme GT 2 Pro 12 GB de RAM + 512 GB 666 euros.

Se olharmos apenas para o preço, o Realme GT 2 Pro é a melhor opção, mas agora talvez seja altura de somar os pontos obtidos em cada ronda, para avaliar a melhor relação qualidade/preço. E, graças à nova interface MIUI 13, o Xiaomi 12 Pro soma mais um ponto do que o Realme GT 2 Pro.

Em última análise, é de salientar que ambas as fabricantes rechearam os seus novos modelos premium com especificações de topo e com argumentos suficientes para tornar estes smartphones verdadeiros campeões de vendas globais. Por aqui, na Europa aguardamos ansiosos a sua chegada.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.