Vendas de Galaxy Note7 alegadamente suspensas devido a unidades explosivas (literalmente)

Filipe Alves

Note 7 explosivo (1)

O Samsung Galaxy Note7 surpreendeu com uma qualidade de construção e características acima da média. O smartphone pode não ter oferecido os 6GB de RAM que muitos esperavam, mas continua a ser um monstro no mercado atual.

Depois de reportado que a Samsung teria esgotado as pré-vendas do Samsung Galaxy Note7 em Portugal e noutros Países Europeus, assumia-se que o flagship de inverno da empresa Sul-Coreana tivesse um brilhante futuro pela frente.

Vê ainda: Alguns Samsung Galaxy Note7 parecem estar a bloquear sem qualquer razão aparente

Mas nem tudo é um mar de rosas. De acordo com o site Coreano Yonhap News, a Samsung suspendeu a demanda de Samsung Galaxy Note7 devido a unidades explosivas.

O site indica que desde 24 de Março foram 5 unidades que explodiram enquanto o carregamento o que já será motivos para alarme.

Samsung-Galaxy-Note-7---all-the-official-images-9

A explosão do smartphone não é tão algo novo, mas quando falamos de 5 unidades em apenas 4 dias é provável que exista ali um problema qualquer.

A Samsung não se pronunciou sobre a situação mas as operadoras Coreanas referem que deixaram de receber novas unidades para venda, algo que pode ter um directo relacionamento.

A fonte da informação é de segurança, contudo, deixa sempre um pé atrás até a Samsung anunciar um comunicado oficial.

Talvez queiras ver:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.