União Europeia: a partir de 2035 só serão vendidos carros elétricos

Rui Bacelar
Comentar

A venda de veículos com motor de combustão será banida na União Europeia a partir de 2035. Segundo avança a agência Reuters, a decisão está tomada com o legislador europeu a forçar a adoção de carros elétricos até meados da próxima década.

A nova diretiva europeia banirá efetivamente todas as vendas de veículos automóveis que usem combustíveis fósseis, naquele que é o mais recente desenvolvimento em prol da descarbonização. Com efeito, o legislador europeu terá chegado a um acordo entre as partes em debate para tomar medidas mais firmes contra as alterações climáticas.

A partir de 2025 só serão vendidos carros elétricos na Europa

Carros Elétricos Tesla Europa 2035

O "Green Deal" na União levou assim os legisladores a chegar a um entendimento. Fruto das negociações entre os Estados Membros, respetivos representantes, a Comissão Europeia e o Parlamento Europeu, temos agora uma decisão final.

Visando a erradicação dos carros a combustíveis fósseis das estadas europeia a médio / longo prazo, a tónica recai na proibição de vendas de novos carros com motor térmico até à data referida supra, o ano de 2035.

Esta decisão será futuramente aplicada nos 27 Estados Membros que atualmente integram a União Europeia.

A Europa a 27 banirá os carros com motor a combustão até 2035

EU approves effective ban on new fossil fuel cars from 2035 https://t.co/xvE9jVFUC6 pic.twitter.com/mObGzh4aFr

— Reuters (@Reuters) 27 de outubro de 2022

Almejando assim cortar nas emissões de carbono geradas pelos veículos automóveis, a adoção dos carros elétricos será a principal via para deslocação própria. Em simultâneo, contamos também com um estímulo para os veículos a hidrogénio como alternativa.

Jan Huitema, o responsável máximo pelas negociações do Parlamento Europeu, afirmou que "...este entendimento é uma notícia positiva para novos condutores de veículos automóveis. Os veículos com zero-emissões ficarão mais baratos, portanto, mais facilmente acessíveis ao público. Em simultâneo, tornar-se-ão mais comuns e ao alcance de qualquer pessoa".

Forte sinal para a indústria automóvel e consumidores na Europa

We have a deal! It’s no wonder the first #Fitfor55 deal is on the CO2 car standards: the pace of change in the past years has been truly remarkable. EU car industry is ready, consumers are eager to embrace zero-emission mobility. So let’s go full speed ahead! #EUGreenDeal pic.twitter.com/Imsd3qsyle

— Frans Timmermans (@TimmermansEU) 27 de outubro de 2022

Segundo Frans Timmermans, responsável máximo da União para o novo Green Deal, acredita que esta decisão será bem recebida pela indústria automóvel. Será, nas suas palavras, o estímulo necessário para acelerar o desenvolvimento dos veículos com zero emissões.

"A Europa transita para os veículos sem emissões". O acordo estipula também que as emissões de carbono de novos carros vendidos a partir de 2030 serão 55% menores face aos valores registados em 2021.

É, assim, uma meta muito mais ambiciosa face ao objetivo previamente delineado de alcançar uma redução de 37,5% nas emissões de carbono.

Redução das emissões de carbono é a palavra de ordem na União Europeia

Getting to climate neutrality is about much more than pushing down greenhouse gas emissions. To have clean air and water, and a #ZeroPollution environment by 2050, we need to step up action today. We have ample reason to do so ⬇️ https://t.co/eoBCeq7tOM

— Frans Timmermans (@TimmermansEU) 26 de outubro de 2022

Acompanhando o regulador europeu, várias fabricantes do setor automóvel já declararam as suas intenções em redobrar os esforços de eletrificação dos seus veículos. Em simultâneo, procuram-se também novas alternativas além da motorização elétrica.

Entre estas, a Volkswagen mostra-se confiante na liderança do mercado de veículos elétricos, ainda que para já a Tesla seja a figura paradigmática. Nesse sentido, a VW já fez saber que parará a produção de veículos com motor térmico na Europa a partir de 2033.

Volkswagen quer liderar o segmento elétrico e fazer frente à Tesla

ℹ️ DRIVING THE TRANSFORMATION | CEO Thomas Schäfer: “Volkswagen is stepping up its e-campaign, introducing 10 new e-models before 2026.” 💪 pic.twitter.com/hd3l8ons5p

— Volkswagen News (@volkswagen) 26 de outubro de 2022

Mais ainda, já em 2026 teremos pelo menos 10 novos modelos de carros elétricos da Volkswagen a chegar aos stands e pontos de venda na Europa. Desse modo, a gigante alemã espera contribuir para se alcançar o objetivo de neutralidade carbónica na próxima década de 2030.

Por fim, o objetivo estratégico da Volkswagen é claro - desafiar e superar a Tesla de Elon Musk. Para tal, contudo, o grupo VW tem ainda um grande caminho pela frente.

These rules do not work in isolation. They require ambition on other policies too: saying goodbye to fossil fuels, moving to clean mobility, sustainable agriculture, healthy diets, and more.This is about protecting our own health and that of the environment.#ZeroPollution pic.twitter.com/SDDMPBqzqT

— Frans Timmermans (@TimmermansEU) 26 de outubro de 2022

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com a atualidade tecnológica na 4gnews. Email: ruibacelar@4gnews.pt