Tens um destes produtos Apple? Vão passar a ser 'vintage'

Bruno Coelho
Comentar

A Apple prepara-se para colocar novos produtos na categoria de ‘vintage’. Esta é uma classificação dada após passarem cinco anos do fim da distribuição dos mesmos para venda. Os primeiros MacBook Pro com Touch Bar entram nessa categoria.

Esse é o produto em destaque daqueles que passarão a ser considerados ‘vintage’ pela Apple a partir de 31 de julho. Os primeiros MacBook Pro foram descontinuados em junho de 2017, fazendo assim pouco mais de 5 anos dessa marca.

macbook pro

Esta informação foi veiculada através de um memorando interno partilhado com as Apple Store e revendedores autorizados pela marca esta semana. O memorando foi obtido pelo site MacRumors, que revela todos os produtos que serão classificados como 'vintage', a partir do final do mês.

  • MacBook Pro (13 polegadas, 2016, 2 Portas Thunderbolt)
  • MacBook Pro (13 polegadas, 2016, 4 Portas Thunderbolt)
  • MacBook Pro (15 polegadas, 2016)
  • MacBook Air (13 polegadas, Early 2015)
  • MacBook (12 polegadas, Early 2016)
  • iMac (21.5 polegadas, Late 2015)
  • iMac (27 polegadas, Retina 5K, Late 2015)
  • iPad Pro (9.7 polegadas, Wi-Fi)
  • iPad Pro (9.7 polegadas, Wi-Fi + Cellular)

Este mostra-nos que os iPad Pro de 9,7 polegadas também passarão a ser classificados como ‘vintage’, assim como o MacBook Air de de início de 2015 e o MacBook de 12 polegadas de início de 2016.

Quanto aos primeiros MacBook Pro com Touch Bar, marcam um rompimento com o passado da Apple até então. Além da Touch Bar, chegaram com um chassis mais leve e fino, e com o polémico e problemático teclado “borboleta”.

Também foram os primeiros a chegar com Touch ID e um trackpad maior. Mas além do teclado e touch bar, a grande mudança foi o abandono de portas como as USB-A, micro SD, MagSafe e HDMI.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.