Sony WH-1000XM5: os reis estão de volta em imagens reais (mas podem desiludir)

Bruno Coelho
Comentar

A linha de auscultadores/headphones da Sony é das mais populares em todo o mundo no que diz respeito ao cancelamento de ruído ativo. E a Sony prepara-se para renovar este produto com os WH-1000XM5.

O nome vai manter-se um trava-línguas, mas o design está mais que confirmado. Primeiro chegou a através de renderizações não oficiais, mas agora apareceram no Reddit as primeiras imagens reais.

O utilizador Chez5160 partilhou a imagem da alegada caixa dos Sony WH-1000XM5 em prateado, adiantando que a data de lançamento deve acontecer no mês de agosto e já estarão em testes.

Alegados Sony WH 1000XM5 em prateado
Alegados Sony WH 1000XM5 em prateado

Sony WH-1000XM5 podem chegar com "apenas" 30 horas de autonomia

O preço de venda ao público ainda é, segundo esta fonte, desconhecido. Como se pode notar pela imagem, estes mantêm a bateria em 30 horas de reprodução. Esta é uma característica que pode desiludir aqueles que contavam com 40 horas de reprodução, como vimos em anteriores fugas de informação.

a
Sony WH-1000XM5 podem chegar com "apenas" 30 horas de autonomia

Resta saber se a bateria anunciada na caixa é com cancelamento de ruído ativo ou desativado. Caso seja bateria com cancelamento de ruído ativo, pode mesmo chegar às 10 horas com este desativado. É algo que só saberemos depois da apresentação.

Ao contrário das anteriores gerações, a Sony seguirá neste modelo um design mais perto dos modelos da Bose. Se conseguir ter também o conforto desses modelos e manter o seu aspeto compacto, será salutar.

De qualquer das formas, mesmo com o lançamento dos Sony WH-1000XM5, os modelos anteriores não deixarão de ser dos melhores que podes comprar no mercado. E o melhor é que terão tendência a descer de preço com a chegada do novo modelo.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.