Ao efetuar uma compra através dos links deste artigo, o 4gnews pode ganhar uma comissão. Conheça o nosso processo de seleção de produtos.

Sony LinkBuds Review: auriculares únicos para ouvir o mundo

Bruno Coelho

Parece difícil uns auriculares Bluetooth impressionarem em 2022. A indústria encontra-se sobrelotada de opções, mas em termos estéticos é díficil haver muitos modelos a destacar-se. Até entrarem no jogo os novos Sony LinkBuds.

Sim, são uns auriculares Sony com um nome fácil de decorar. Mas não é apenas o nome que é fácil de decorar, já que o design não deixa ninguém indiferente com o seu buraco concebido para deixar "ouvir o mundo lá fora".

Numa altura em que muitas fabricantes lutam para ter o melhor cancelamento de ruído nuns auriculares Bluetooth, a Sony segue o caminho inverso neste produto. Tem o melhor modo de transparência que já testei nuns auriculares Bluetooth, e tudo isto sem qualquer intervenção elétronica.

Sony LinkBuds

Unboxing e primeiras impressões dos Sony LinkBuds

O sentimento de abrir a caixa dos LinkBuds vai ao encontro do que a Sony tem promovido nos últimos auriculares que tenho testado da marca. Há uma preocupação ecológica, que se nota desde os materiais recicláveis da caixa, ao próprio estojo de carregamento e auriculares.

No seu interior encontras o cabo USB-A para USB-C de carregamento, e borrachas de cinco tamanhos para melhor adaptar os auriculares ao teu formato de orelha. Talvez também por preocupação ambiental, a caixa não abre de forma magnética, tendo de recorrer a um botão para o fazer. Os auriculares carregam nesta também com encaixe e não apenas com o habitual magnetismo.

Embora cheguem a Portugal por 180 €, não tens nesta caixa a sensação de que são uns auriculares premium como os Sony WF-1000XM4, pouco mais caros. Mas assim que olhas para o design dos próprios auriculares, sabes que vais usar uma coisa única. E é também aí que a Sony soube jogar com o preço.

Sony LinkBuds

Pontos fortes dos Sony LinkBuds

  • Design único na indústria
  • Ótimos para ouvir o que te rodeia sem artifícios
  • Qualidade sonora satisfaz para o formato
  • Confortáveis para usar por longos períodos
  • Controlos únicos com recurso à pele
  • Qualidade de chamadas surpreende

Pontos fracos dos Sony LinkBuds

  • Ausência de carregamento sem fios
  • Não dispõem de Bluetooth multiponto
  • Sons graves poderiam ter mais predominância
  • Volume poderia ser mais alto

Design e conforto dos Sony LinkBuds

Falar dos Sony LinkBuds é invariavelmente falar de design arrojado e conforto. Parece-me ser esse o facto mais notável neste produto que usei durante as últimas semanas de forma intensa.

O design destes auriculares pode parecer estranho à primeira. Mas são provavelmente os auriculares que testei que consigo manter mais tempo nos ouvidos sem desconforto. Ganham facilmente o prémio de conforto nos meus testes. Mas como sempre isto é subjetivo, pois temos todos ouvidos diferentes.

Sony LinkBuds

O facto não sentires que os estás a usar é muito graças ao buraco. Este serve essencialmente para te dar um modo de transparência sem intervenção eletrónica. Se colocares a música em pausa e alguém estiver a falar contigo, ouves literalmente o mesmo que se não tivesses os auriculares colocados.

E se achas que isso é um ponto negativo, é porque estes auriculares simplesmente não são para ti. São para quem quer ouvir a sua música ou podcasts sem perder noção do que se passa à sua volta. Seja em casa, no trabalho ou na rua.

E como podes notar nas imagens, quando tens os auriculares colocados, nem é notável para o exterior o seu design único. Por isso não te vais sentir observado por usares os teus auriculares com design arrojado em público.

Sony LinkBuds

A versão que testei dos auriculares é a branca, mas tens também a versão em cinzento escuro. À semelhança da caixa apresentam-se desenhados com um plástico reciclado, que lhes dá um toque "salpicado".

No interior fica a coluna que vai descansar na tua orelha. Por não existir nenhuma borracha nessa zona, não vais sentir qualquer pressão ou desconforto. A única borracha fica na zona superior para os segurar no ouvido.

Qualidade sonora dos Sony LinkBuds

É bom teres em conta que estes não têm a mesma qualidade sonora dos Sony WF-1000XM4, pelo que se procuras o melhor dos melhores são esses que deves escolher. Mas tendo em conta que não têm borracha para isolamento, o som é satisfatório tendo em conta o formato.

Além disso, o som pode ser mexido com recurso à app Headphones Connect da Sony disponível para Android e iOS. Tendo em conta o formato tens, não esperes que os graves sejam muito pronunciados. As drivers são de 12 mm.

Sony LinkBuds

Uma das queixas que se pode fazer é que o som poderia ser, de forma geral, mais alto. O volume máximo pode não ser satisfatório para alguns. Mas a verdade é que ao não chegar a um volume tão alto, também se evita alguma distorção ouvida noutros modelos.

Cancelamento de ruído e modo transparência

Como disse acima, estes auriculares não têm qualquer tipo de cancelamento de ruído. Mas isso não deve ser visto como um ponto negativo, já que o seu propósito é que consigas ouvir com clareza o mundo ao teu redor.

É por isso que reitero que têm o melhor modo de transparência que já usei por ser natural. Ao ouvires a tua música preferida na rua vais poder escutar os carros na mesma, e basta pausar os auriculares se precisares de falar com alguém do escritório, não precisando de retirar os auriculares.

A autonomia não desilude, mas…

Nestes LinkBuds, a Sony promete uma autonomia de 5 horas e meia nos auriculares e total de 17 horas e meia com o estojo de carregamento. O que significa que se deres um uso semelhante ao meu, te pode durar para três ou quatro dias.

Sony LinkBuds

Cinco horas e meia não é propriamente a melhor autonomia. Principalmente quando os Sony WF-1000XM4 têm 12 horas de autonomia com cancelamento de ruído desligado (ou 8 horas com ele ligado). Mas tendo em conta que estes apresentam um formato muito mais discreto, acaba por se compreender.

Caso tenhas pressa, o seu carregamento rápido de 10 minutos dá-te até 90 minutos de reprodução adicional. Podem ser carregados via USB-C, mas infelizmente não têm carregamento sem fios. O que por este preço já devia ser considerado obrigatório.

Qualidade de chamadas é surpreendente

Se usas os teus auriculares para fazer muitas chamadas, estes são certamente um produto a considerar. A Sony afirma que o seu “algoritmo de redução de ruído foi desenvolvido com técnicas de aprendizagem de IA através de mais de 500 milhões de amostras de voz para suprimir o ruído ambiente e extrair claramente a voz em diferentes ambientes”.

Sony LinkBuds

E embora isso nem sempre se traduza para a realidade, é notório que temos chamadas com um som nítido e com pouco ruído. As pessoas com quem falei ouviam-me com clareza, mesmo quando me encontrava em zonas com algum ruído.

'Falar para conversar' está cada vez melhor

A funcionalidade de Falar para conversar (Speak do chat) disponível em alguns auriculares e auscultadores da Sony permite que possas iniciar uma conversa enquanto usas os auscultadores. Basta começar a falar.

Esta sempre me pareceu útil, já que ativava o modo de transparência. Mas frequentemente ativava-se ao tossir. Como agora podes escolher entre mais que uma sensibilidade, ao escolhes o nível baixo, esta já não se ativa dessa forma.

Principalmente em ambiente de trabalho, esta é uma funcionalidade que vejo a ser bastante útil. Embora antes a tivesse sempre desativada, vi-me a ativá-la nos LinkBuds sem notar grandes falhas. Mas se és daqueles que gosta de começar a cantar o que estás a ouvir, não é para ti.

Pausar a música com a bochecha: porque não?

Os LinkBuds chegam com os habituais controlos por toque, que podes personalizar na app para alternares entre músicas, configurares o volume ou chamares a tua assistente virtual. Mas a Sony decidiu ir mais além.

Nestes auriculares podes usar literalmente o teu corpo para realizar estas ações ativando a funcionalidade de “toque em área larga”. Neste caso a área de deteção de toques é expandida para a área entre as bochechas e as orelhas.

Sony LinkBuds

Invariavelmente acabei a usar este tipo de toque em área larga mais do que o dos próprios auriculares. Como seria de esperar de algo assim, ainda apresenta algumas falhas, mas é mais cómodo do que pensava.

Certificação IPX4 está presente

Danificar os auriculares é tudo o que de menos queremos. E é por isso que a Sony equipou os LinkBuds com certificação IPX4. Segundo a marca, os salpicos e suor não vão parar estes auriculares.

Bluetooth multiponto já devia ser padrão

À semelhança dos Sony WF-1000XM4, estes LinkBuds não têm Bluetooth multiponto. Esta é uma funcionalidade te permite emparelhar auriculares a dois dispositivos em simultâneo (smartphone e computador, por exemplo) e estes fazem troca inteligente entre ambos.

É uma funcionalidade que encontras nos Redmi Buds 3 Pro que custam pouco mais de 50 €. Sempre que trocares de dispositivo nos LinkBuds, vais ter de ir à lista de dispositivos emparelhados, e ligá-los a esse equipamento previamente emparelhado. Mas este é o tipo de funcionalidade que só darás valor depois de ter utilizado.

Sony LinkBuds

Se queres o melhor modo de transparência do mercado, esta é a escolha

Por 180 €, os novos Sony LinkBuds são a escolha certa para quem quer o melhor modo de transparência do mercado. Este é completamente natural (e não eletrónico), e faz com que o ruído exterior entre a partir do buraco nos próprios auriculares.

Isto também significa que essa transparência é constante. Pelo que se gostas de ter algum cancelamento de ruído ativo ou passivo nos auriculares, decididamente estes não são um produto para ti.

A qualidade sonora é bastante satisfatória para o seu formato, sem impressionar. O que impressiona é a qualidade das chamadas. A bateria poderia ser melhor, e o conforto é do melhor que já testei. De realçar que o sensor de proximidade também funciona muito bem, e pausa a música assim que retiras um deles.

Sony LinkBuds

Como em qualquer produto, há que pesar os prós e os contras, e decidir se estes Sony LinkBuds são o produto ideal para ti. Se vês importância nos pontos positivos que destaquei, estes são realmente um produto único e podem merecer a tua compra.

Podes saber tudo sobre eles no site oficial da Sony, ou comprá-los na Amazon de Espanha por 179,99 € (preço à data de escrita pode variar).

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.