crédito: recode

Neste momento, um dos processadores para dispositivos móveis mais potentes do mercado é o Snapdragon 835 da Qualcomm, presente no Xiaomi Mi6 e no Xperia XZ Premium da Sony. Contudo, a Qualcomm já estará a desenvolver o próximo “motor” para os topos de gama de 2018 onde se incluem os Galaxy S9 da Samsung.

Vê ainda: Estás à espera do Microsoft Surface Pro 5? Podes-te sentar…

Já não é a primeira vez que referirmos o facto de a Samsung e a TSMC (Taiwan Semiconductor Manufacturing Company) estarem a trabalham no próximo motor de gama alta. O Snapdragon 845 será o seu nome mais provável e utilizará um novo processo de construção a 7nm. Mas afinal, o que são este 7nm? Esta é a sigla utilizada para representar a unidade de medida “nanómetros”, uma medida que equivale à mil milionésima parte do metro.

   

Um dos “motores” do Galaxy S9 será o Snapdragon 845

Galaxy S9
O Galaxy S9 deverá utilizar o Snapdragon 845

Ano após ano, para aumentar a capacidade de processamento e poder dos SoC’s é preciso aumentar o número de transístores no seu interior. Isto só é possível ao diminuir o tamanho de todo o circuito. Tudo isto para incluir mais transístores sem aumentar ( e de preferência diminuir) o tamanho do processador. É aqui que entra a litografia, a construção do circuito em si. A título de curiosidade, tendo em conta o seu diminuto tamanho estes são esculpidos diretamente no silício.

 

A Samsung estará já a trabalhar em parceria com a TSMC no desenvolvimento deste novo processo de litografia a 7nm que poderá ser utilizado na construção do Snapdragon 845, um dos motores que deverá equipar o Galaxy S9. Poderemos ver o próximo topo de gama da marca no Mobile World Congress de 2016 que decorrerá entre os dias 26 de fevereiro e 1 de março. Até lá, ainda temos longos meses de espera mas sabemos que a construtora sul-coreana já está a desenvolver este Galaxy S9.

Em 2018 teremos outros processadores com o novo processo de 7nm, o próximo Kirin da Huawei e claro, as ofertas da MediaTek e até mesmo da Nvidia. De momento os mais potentes SoC’s utilizam um processo de 10nm e esta evolução representaria um aumento no desempenho na ordem dos 25 a 35%. Reduzir-se-ia ainda o consumo energético e o tamanho físico destes modelos. Consequentemente, o Galaxy S9 e demais equipamentos que venham a utilizar o Snapdragon 845 poderão ser ainda mais compactos.

Teremos novidades da Qualcomm na próxima semana mas não será o anúncio do motor para o Galaxy S9. Será sim de esperar a apresentação dos novos processadores de gama média-alta, os Snapdragon 660. Estes “motores” estarão presentes nos novos Samsung Galaxy C, no Xiaomi Redmi Pro2, Xiaomi Mi Max 2, no Nokia 7 e Nokia 8. O novo SoC terá 8 núcleos de processamento com velocidades máximas de 2.3Ghz e uma gráfica Adreno 512.

Outros assuntos relevantes:

“O Fundador”- Um filme que retrata o sucesso do tirano Ray Kroc

Foi revelada a Microsoft “invoke”, o concorrente ao Google Home e Alexa

Xiaomi MIUI 9 vai finalmente suportar multi-janelas e PIP