Skype faz no Android e iOS aquilo que o Google Duo e FaceTime estão a falhar!

Filipe Alves

Há uns dias falamos que o Skype nos deu a possibilidade de criar chamadas de vídeo até 50 pessoas. Uma funcionalidade concorrente ao FaceTime e à possibilidade de falar com 30 pessoas ao mesmo tempo. Enquanto isso, o Google Duo, continua apenas a dar a possibilidade de falar com outra pessoa.

Ou seja, por muito que goste do Google Duo ou do FaceTime, tenho de admitir que o Skype está a dar que falar com as novas possibilidades. Desta vez a Microsoft deu a possibilidade aos utilizadores Android e iOS de partilharem o seu ecrã de forma simples.

Skype para iOS

FaceTime ou Google Duo não oferecem a possibilidade de partilha de ecrã

Nas chamadas com o PC não é propriamente complicado partilhar o ecrã. Temos programas como TeamViewer ou até Hangouts da Google que facilmente dão essa possibilidade. Porém, no smartphone, por alguma razão, continuamos sem essa possibilidade.

Esta funcionalidade é deveras importante para pessoas que precisam de uma ajuda no smartphone. Por exemplo, em certas alturas lá queria ajudar os meus pais a definir determinada funcionalidade no smartphone. Na altura estava longe e não era propriamente fácil indicar sem ver o ecrã do dispositivo.

Skype partilha de ecrã

A minha única solução era fazer uma chamada de vídeo para o iPad e eles apontarem a câmara para o seu smartphone enquanto lhes guiava o caminho.

Skype merece ser instalado novamente

Com o Skype deixará de ser necessário este tipo de drama. Apenas precisas de clicar no botão de partilhar o ecrã e está feito. O Skype é grátis para o Android e iOS e pode ser instalado nas respetivas lojas de aplicações.

A Microsoft merece o destaque que está a ter nas suas aplicações. A empresa americana está a mostrar que merece ser falada e as novas implementações ao Skype são provas disso mesmo.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.