Sistema da Huawei substituto ao Android chega no próximo mês! Mas não num smartphone!

Filipe Alves
Comentar

O sistema da Huawei que substituirá o Android já está a ser fabricado. Ainda que muitos acreditassem que o Huawei Mate 30 fosse o primeiro smartphone com o tal de Hongmeng OS, parece que tal não acontecerá.

A empresa chinesa chegou a um acordo (para já) com o governo americano na negociação com empresas desse país e parece que tudo está sobre rodas. Ainda assim, não é segredo que a marca asiática não quer depender do sistema da Google.

Huawei smartphone

Hongmeng OS chegará primeiro numa televisão

A Huawei revelou numa conferência sobre o 5G que a sua Smart TV (ou ecrã inteligente, como lhe chamam) sairá no próximo mês e trará no seu sistema o tal Hongmeng OS.

Ainda não sabemos o que esperar em concreto desse sistema, porém, temos ideia que será baseado no Android que todos conhecemos. A diferença é que não contará com serviços Google nem com o típico aspeto do Android.

É plausível imaginar que a Huawei lhe dê um toque da sua EMUI, principalmente para não "assustar" os clientes com a diferença do sistema operativo. Ainda assim, se o smartphone com este sistema sair para o mercado, não esperes ter serviços como a Google Play Store.

Sistema substituto ao Android da Huawei promete dar cartas

Por muito que este sistema tenha sido apressado face a situação vivida, os amantes da marca estão ansiosos para o ver. Inicialmente esperava-se que existisse mais relutância face à mudança, porém, tal não parece ser o caso.

Pessoalmente acredito que o Android e o iOS precisam de um concorrente a sério. A Huawei está a vender cerca de 200 milhões de equipamentos por ano. Ou seja, não há melhor marca para nos mostrar um novo sistema operativo.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.