Samsung Galaxy Watch 5 ao pormenor

Mónica Marques
Comentar

O novo smartwatch da Samsung foi revelado na semana passada e tem já as suas pré-reservas abertas para todos os adeptos de wearables.

Mas o que é que o Galaxy Watch 5 traz de novo? Várias coisas, entre as quais um novo modelo Pro e um sensor de temperatura da pele. Fica a conhecer, ao pormenor, o mais recente wearable da Samsung.

Novo sensor para medição da temperatura da pele

Samsung Galaxy Watch 5
Crédito@Samsung

O Galaxy Watch 5 chega equipado com sensores para frequência cardíaca, sensor elétrico de bioimpedância e também sensor ECG, características que herdou do modelo anterior. Mas traz também consigo um sensor para medir a temperatura da pele, o que é uma das grandes novidades nos wearables Samsung que seguiu assim a tendência de mercado, ao incluir esta especificação na sua nova geração de wearables.

Recorde-se que os smartwatch Fitbit e Huawei, pelo menos, incluem já esta característica que funciona através de infravermelhos.

À semelhança do que acontece em outros modelos rivais, também com o Galaxy Watch 5 os dados sobre a temperatura da pele são incluídos nas métricas relacionadas com a saúde, mas saliente-se que se trata da temperatura da pele e não da temperatura corporal. Por outras palavras, não é possível usar os atuais smartwatches como termómetros.

Geração Galaxy Watch 5 inclui baterias maiores

Uma das atualizações mais relevantes ocorreu na bateria com todos os modelos Galaxy Watch 5 a incluírem baterias maiores que os seus antecessores. O modelo de 40 mm integra uma bateria de 284 mAh (versus a de 247 mAh do modelo anterior) e a variante de 44 mm está equipada com uma bateria de 410 mAh (o modelo anterior conta com uma bateria de 361 mAh).

Como não podia deixar de ser, o modelo Pro inclui a bateria maior com 590 mAh. Tal significa que a nova geração de wearables da Samsung fornece uma maior autonomia, precisando de mais tempo entre carregamentos.

De resto, todos os modelos estão equipados com carregamento sem fios Qi de 10 watts.

Processador e sistema operativo

Samsung Galaxy Watch 5
Crédito@Samsung

Curiosamente, a Samsung não equipou a nova geração Watch 5 com o recém-anunciado processador Snapdragon W5 da Qualcomm. Todos os smartwatches da série estão equipados com o Exynos W920, proprietário da marca, e que parece ser o mesmo chip da geração anterior.

As notícias não melhoram com o sistema operativo que continua a ser o WearOS, concebido especificamente para smartwatches Samsung, mas que apenas fornece compatibilidade com smartphones Android 8 ou superior.

O que significa que apenas os utilizadores do universo Android podem desfrutar de todas as novidades da série Watch 5 que, à semelhança da geração anterior, continua a vedar o acesso aos fãs do iOS da Apple.

Ainda que a nova geração Galaxy Watch 5 tenha mantido um design bastante semelhante à anterior, conta com uma importante atualização na bateria e um novo sensor de temperatura da pele que prova que a Samsung ouve os utilizadores e segue as tendências de mercado.

Por sua vez, o novo modelo Pro, mais direcionado para os adeptos de atividade e desporto ao ar livre, chega com um design resistente à aventura, uma autonomia anunciada de 80 horas e funcionalidades exclusivas como, por exemplo, navegação turn-by-turn.

Tudo somado, a nova série Galaxy Watch 5, que chega às lojas no dia 26 de agosto com um preço a começar nos 289,90 euros, tem argumentos para conquistar os utilizadores… Android, bem entendido.

  • Ecrã super AMOLED de 1,4 polegadas
  • Resolução 450x450 pixéis
  • Always-on-display
  • Processador Exynos W920
  • 16 GB aramzenamento interno
  • GPS integrado
  • bateria de 410 mAh - 590 mAh no Watch 5 Pro
  • Monitorização cardíaca, stress, SpO2, sono, temperatura da pele

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.