Xiaomi MIX Fold 2 versus Samsung Galaxy Z Fold 4: qual vai ser o campeão dos dobráveis?

Mónica Marques
Comentar

Xiaomi e Samsung apresentaram, durante a semana passada, os seus novos smartphones dobráveis MIX Fold 2 e Galaxy Z Fold 4.

Mas qual dos dois vai arrecadar o título de melhor smartphone dobrável? Fazemos aqui um resumo sobre as especificações de ambos para que possas decidir quem é o campeão dos dobráveis.

Dimensões

Tanto o modelo Xiaomi como o Samsung apresentam-se com o mesmo design, ao estilo livro, que quando aberto permite acesso a um ecrã principal enorme.

No que respeita às dimensões, o Xiaomi MIX Fold 2 fechado tem 161,1x73,9x11,2 mm e aberto 161,1x144,7x15,4 mm, pesando 262 gramas.

Por sua vez, o novo dobrável Samsung regista 155,1x130,1x6,3 mm em modo aberto enquanto que fechado tem 155,1x 67,1x14,2-15,8 mm, além de um peso de 263 gramas.

Análise feita, têm praticamente o mesmo peso (um grama não faz diferença no conforto de utilização), mas o Xiaomi com pouco mais de 11 mm de espessura, é mais fino e tem maior comprimento que o seu rival.

Processador, RAM e armazenamento

Samsung Galaxy Z Fold 4
No final do mês, o Samsung Galaxy Z Fold 4 chega às lojas de todo o mundo Crédito@Samsung

Nestes três pontos específicos, os dois dobráveis são exatamente iguais. Ambos estão equipados com o processador Snapdragon 8+ Gen 1 emparelhado com 12 GB de memória RAM e de até 1 TB de capacidade em armazenamento UFS 3.1.

Com estas especificações, em teoria ambos têm a mesma velocidade e fluidez de navegação, mas claro que a restante tecnologia integrada nos terminais por cada uma das marcas pode fazer toda a diferença.

Ecrãs

Quanto aos ecrãs, o Xiaomi MIX Fold 2 tem como painel principal um OLED LTPO 2.0 com 8,02 polegadas, resolução Quad-HD+, 120 Hz de taxa de atualização e de até 1.200 nits de brilho máximo. Como ecrã secundário conta com um painel AMOLED de 6,56 polegadas com resolução 2520x1080 pixéis e uma taxa de atualização de 120 Hz. Ambos integram suporte HDR10+ e Dolby Visiona, sendo que curiosamente ambos os ecrãs foram produzidos pela Samsung.

O Galaxy Z Fold 4 conta com um ecrã principal AMOLED de 7,6 polegadas com resolução 2176x1812 pixéis e taxa de atualização de 120 Hz, além de suporte HDR10+ e até 1.200 nits de brilho máximo. Já o ecrã AMOLED secundário de 6,2 polegadas fornece uma resolução de 2316x904 pixéis e uma taxa de atualização de 120 Hz.

A Xiaomi, como habitualmente, recheou os ecrãs de tecnologia, além de apostar em mais polegadas. Neste ponto em concreto a marca chinesa pode sair vencedora.

Bateria e carregamento rápido

Atualmente, a bateria incluída é um dos principais argumentos de venda dos terminais móveis e, tendo isso em conta, a Xiaomi equipou o MIX Fold 2 com uma bateria de 4.500 mAh com suporte para carregamento rápido de 67 watts que, de acordo com a marca, permite carregar na totalidade o terminal em 40 minutos.

Já a Samsung foi mais modesta, incluindo uma bateria de 4.400 mAh com suporte para carregamento rápido de 25 watts que carrega 50% em 30 minutos.

Basta olhar para os números para perceber quem se destaca nesta categoria, isto confirmando-se na vida real, os valores anunciados por ambas as marcas.

Configuração de câmara

Xiaomi MIX Fold 2
Atualmente, o Xiaomi MIX Fold 2 apenas está disponível no mercado chinês Crédito@Xiaomi

No painel traseiro, o Xiaomi MIX Fold 2 inclui um sensor primário de 50 megapixéis com estabilização ótica de imagem, um ultrawide com 13 megapixéis e ainda um sensor telefoto com oito megapixéis e zoom ótico de 2x. Fornece capacidade para gravar vídeos 8K e conta com uma câmara frontal de 20 megapixéis de resolução.

Por sua vez, o Galaxy Z Fold 4 tem um sensor principal de 50 megapixéis também com estabilização ótica de imagem, um ultrawide de 12 megapixéis e um sensor telefoto com 10 megapixéis e zoom ótico de 3x. Permite gravar vídeos 4K. Na frente conta com uma câmara com 10 megapixéis, capaz de gravar vídeos 4K, além de ter uma câmara de quatro megapixéis embutida no ecrã.

Ainda que a gravação de vídeos em resolução elevada seja inferior no modelo Samsung (4K), tanto a câmara traseira como frontal oferecem esta opção. Por outro lado, o Galaxy Z Fold 4 conta com mais sensores e com um zoom ótico mais avançado. Para os adeptos de fotografia, estes podem ser argumentos decisivos.

Preço e disponibilidade

Comecemos pelo modelo Galaxy Z Fold 4 da Samsung que no final deste mês chega às prateleiras das lojas de todo o mundo. Na variante de 12GB+256GB tem um custo de 1.859,90 euros, com 12GB+512 GB sobe para 1.979,89 euros e, por fim, na versão mais avançada com 12GB+1TB custa 2.239,90 euros.

Já o Xiaomi MIX Fold 2 está apenas disponível no mercado chinês e os preços aqui apresentados são uma conversão da moeda chinesa para euro. Na versão base com 12GB+256GB tem um custo de cerca 1.289 euros, com 512 GB de armazenamento custa aproximadamente 1.395 euros e com 1 TB tem um preço de cerca de 1.720 euros. Se e quando chegar à Europa, muito possivelmente estes custos serão inflacionados.

Pela lista de especificações que integram, tanto o MIX Fold 2 da Xiaomi como o Samsung Galaxy Z Fold 4 são bons candidatos para o título de melhor smartphone dobrável do momento e, não há dúvida alguma, de que ambas as marcas vão competir para arrecadar o título.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.