Samsung. Após o Galaxy S9, atenua-se a obsessão com o primeiro lugar

Rui Bacelar
Samsung Galaxy S9 Android
Com o nº1 garantido, a marca concentrar-se-á agora no avanço tecnológico.

Ser o primeiro. Aquele que mais vende. Mais surpreende ou simplesmente ser o primeiro para que outro não tome o nosso lugar. Essa parece ser a grande preocupação das fabricantes durante as suas apresentações. Assim sucedeu com a apresentação dos Samsung Galaxy S9. Todavia, agora que os novos produtos já foram apresentados, a marca tem novas prioridades.

Depois de desenvolvidos, preparados e apresentados os Samsung Galaxy S9 está na hora de re-definir não só o smartphone mas também os objectivos da marca. As agências de análise de mercado atribuem-lhe, em uníssono o primeiro lugar do ranking das maiores fabricantes mundiais de dispositivos móveis. Agora, é hora de procurar novos objectivos e desafios.

Vê ainda: Google Play Store: 25 novas aplicações Android grátis por tempo limitado

Com efeito, depois do Samsung Galaxy S9, a marca está à redefinir a sua estratégia. Não quer isto dizer que a marca está "farta" do primeiro lugar mas sim que aproveitará esta posição confortável para agora se dedicar ao desenvolvimento de produtos revolucionários. Ou pelo menos, produtos que quebrem o atual status quo da indústria.

Esta mudança de postura foi reiterada por DJ Koh, o chefe da divisão móvel da fabricante sul-coreana durante uma conferência de imprensa em Barcelona. Pouco depois da apresentação dos Samsung Galaxy S9 no Mobile World Congress (MWC), Koh afirmaria que a marca tem estado obcecada com a necessidade de serem o número 1.

Primeiro lugar deixa de ser a única prioridade da Samsung

A necessidade de serem a primeira fabricante a trazer uma nova tecnologia, de serem o primeiro no mercado, o nº1 em todo o mercado mobile. Acrescentou que isso vai mudar. A partir de agora focar-se-ão em desenvolver novos produtos, mais significativos. Produtos que possam efetivamente fazer avançar toda a tecnologia que pauta o mercado de dispositivos móveis.

Sensor embutido no próprio ecrã:

Samsung Galaxy S9 primeiro
O sensor biométrico embutido no ecrã tem sido um dos objectivos de várias marcas.

Os comentários de DJ Koh surgiram em resposta às questões dos jornalistas, estes inquiriam Koh sobre os próximos lançamentos da marca. Questionaram o líder do departamento mobile sobre a resposta da Samsung às investidas das rivais Chinesas. Marcas de menor dimensão que, por exemplo, já possuem o leitor de impressões / sensor biométrico embutido no ecrã. Algo em que a Samsung tem vindo a estudar há vários meses / anos mas que até agora ainda não resultou em novos produtos com esta solução.

"Nós começamos a desenvolver dispositivos móveis antes das empresas chinesas. Estávamos obcecados em ser o nº1 no mundo. Em ser o primeiro. O líder da indústria em vez de pensar em como é que a inovação pode ser significativa e ter um impacto positivo nos consumidores." - avança Koh. O diretor do departamento móvel da Samsung termina ao afirma que ser o primeiro já não é importante hoje em dia.

A estratégia da Samsung passará por lançar novos produtos que tenham um impacto significativo e positivo na vida e no dia-a-dia dos consumidores. Lançamentos feitos na hora certa, no momento exato.

Ser o primeiro em tudo já não é a prioridade da Samsung

Em última análise isto significa que a Samsung não lançará novos produtos com novas tecnologias só porque pode. Só para ser o primeiro produto com X tecnologia.

Se assim o desejasse, a Samsung já poderia ter empurrado o seu leitor de impressões digitais embutido no ecrã para os consumidores. Ou até mesmo um ecrã dobrável. Todavia, os produtos ainda não estão maduros o suficiente para uma distribuição generalizada. Tudo a seu devido tempo.

Koh terminou as suas declarações quando reiterou esta alienação face à obsessão com o primeiro lugar. Fê-lo em resposta às questões sobre o altifalante inteligente da Samsung com a assistente virtual Bixby. Koh afirmou que este chegará quando estiver pronto com qualidade de topo. Não antes. Não depois. Apenas quando estiver perfeito. O produto em si deverá chegar na segunda metade do ano.

Qual a vossa opinião sobre esta nova estratégia da Samsung?

Assuntos relevantes na 4gnews:

Galaxy S9 venderá mais do que o Galaxy S8?

Samsung revela agora todos os segredos da câmara dos Galaxy S9

Galaxy S9 vs Galaxy Note 8, qual o melhor Android?

Fonte | Via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.