Samsung Galaxy S8
O novo Samsung Galaxy S8

O Samsung Galaxy S8 é o novo topo de gama da construtora sul-coreana e não é segredo que esta marca experimentou vários protótipos e diferentes abordagens antes de se ter decidido pelo S8 e S8+. Algumas ideias e características ficaram na mesa de projectos, ao passo que outras viram luz verde e passaram para o produto final. Especificações e características com impacto real na utilização diária deste smartphone, principalmente a nível das suas câmaras fotográficas.

Vê ainda: Xiaomi Mi 6, iPhone 8 e Nokia 3310 – TECH RECAP

Hoje, graças ao vídeo do famoso YouTuber, Zack, do canal JerryRigEverything, descobrimos alguns segredos e detalhes construtivos das câmaras fotográficas deste Samsung Galaxy S8. Vimos ainda a mestria da sua construção, a relativa facilidade em reparar ou substituir alguns componentes e claro, tudo o que está escondido por baixo da sua elegante construção em vidro e metal.

   

A câmara frontal do Samsung Galaxy S8 tem os seus segredos

Basta aplicar calor ao seu painel traseiro, e uma cuidadosa descolagem da folha de vidro que lhe dá corpo e forma, para vermos a cuidadosa construção e disposição dos componentes internos. Reparamos, em primeiro lugar, que a bateria do Samsung Galaxy S8 está cuidadosamente isolada e conta com uma área transparente para controlo e verificação. Aliás, todo o Samsung Galaxy S8 é feito a partir de um único bloco de alumínio, algo que contribui imensamente para a sua robustez geral.

Concentrando as atenções na sua câmara principal, vemos rapidamente que ela conta com Estabilização Ótica da Imagem (OIS). Este mecanismo físico permite eliminar, em grande parte, as vibrações, melhorando a gravação de vídeo e qualidade das fotografias noturnas. Em condições de baixa luminosidade a câmara aumentará o valor do ISO ( a sensibilidade do sensor à luz), o que requer uma mão mais firme para evitar fotos desfocadas. Contrariando ou mesmo absorvendo as vibrações, o mecanismo de OIS permitirá capturar fotos noturnas com maior nitidez.

Samsung Galaxy S8
Câmara frontal e leitor de íris (à esquerda) e câmara traseira (direita) do Samsung Galaxy S8
Crédito: JerryRigEverything

Sabíamos, à partida, que a câmara principal do Samsung Galaxy S8 possuía este mecanismo de estabilização. Contudo, após a desmontagem e inspeção do smartphone, o senhor Zach apercebeu-se de que a câmara frontal não era fixa. Isto é, não estava presa à board do equipamento, tendo alguma margem de deslocação e quiçá, estabilização ótica da imagem (OIS).

Ora, levanta-se a questão, se a câmara frontal possui o hardware necessário, as ferramentas necessárias para usufruir desta estabilização da imagem, porque é que a marca não nos dá esta função nos seus Samsung Galaxy S8 e S8+? Não sabemos se a Samsung planeia ativar esta funcionalidade com uma atualização de software futura mas, pelo vídeo, ficamos a ver que de facto existe ali (na câmara frontal) algum tipo de absorção de choque e vibração.

Este pequeno mecanismo poderia tornar a gravação de vídeo com a câmara fontal (8MP) do Samsung Galaxy S8 ainda melhor, tal como a qualidade das fotografias com pouca iluminação. Qual terá sido a motivação da Samsung para não ativar, desde logo, esta mais-valia para todos os consumidores?

Outros assuntos relevantes:

Galaxy S8 com Windows 10 Mobile? Só acredita quem quiser!

“Dummy” do iPhone 8 mostra-nos o aspeto exterior do equipamento

Samsung Galaxy Note 8 poderá ser apresentado na IFA em Berlim